NOVA COLUNISTA: Ligia Leite - Minha primeira publicação.

Share Button

Logo, vou me apresentar rapidamente. Me chamo Ligia Leite, sou formada pela ESPM em Propaganda e Marketing, fiz MBA em Gestão de Serviços pela FGV e, atualmente, trabalho em uma agência de publicidade. Já lido com o marketing há onze anos e tenho muito amor pelo que eu faço, principalmente quando o assunto é estratégia, branding e ações inovadoras.

E, com essa apresentação me veio a reflexão. Já estou no mercado há onze anos, e se pensarmos que há uma década a maneira de construir a comunicação era totalmente diferente do que é hoje, você vai achar que é piada. Mas não é.

De fato, lembro que, de maneira criativa, pensava sobre sequências de e-mail marketing para encantar os clientes, campanhas de TV e rádio – que davam super certo, e o Facebook estava começando na cena.

Hoje em dia, quando pensamos em marketing, vemos um mundo de automação, conversas com bots no WhatsApp, Instagram, sequências de e-mail caso o cliente clique no link, e, caso não clique, acompanhamos o trajeto que o cliente faz no site, se deixou o carrinho e abandonou a compra, colocamos anúncios específicos para esse cliente, segmentamos, pesquisamos, usamos palavras-chave, pensamos na experiência do cliente em todos os segmentos, estratégias com influencers, collab, metaverso, digital com tradicional, o mundo está girando e a mudança tem sido rápida e contínua.

Se ficarmos um ano fora do mercado já perdemos o que é equivalente há uns 5 anos no passado. Não tem como. Se perde, se deixa, se solta… o marketing é uma constante máquina de engrenagens abastecida o tempo todo.

O incrível nesse mundo é que a pandemia surgiu e, mesmo assim, as ideias e criatividade dos marqueteiros estavam no topo. Novas formas, novas maneiras de se reinventar, lives, eventos online, modelos diferentes de trabalho, comunicação diferente e as redes sociais a todo vapor.

Vou citar 3 marcas e ações que fizeram a diferença nesse meio e mostraram como sabem fazer marketing.

MAGALU

ITAÚ

NATURA

Essas empresas três são exemplos de marcas que fizeram a diferença e conseguiram aproveitar o alcance dentro de uma situação péssima – que foi a Covid19 – e essas marcas apareceram de forma espontânea e expuseram suas ações na mídia.

MAGALU

Marketplace é a palavra que define a empresa nesta pandemia. Ela deu um show de inovação nesse período. E o melhor, ela pensou em todos os seus lojistas parceiros, desde os grandes até os menores. Dando possibilidade de venda para todos eles.

De repente, a MAGALU lançou o programa Parceiro MAGALU, que foi um portal que permitia a venda pela internet de pessoas que tiveram que fechar seus estabelecimentos por conta da pandemia. Na primeira semana do programa mais de 20 mil PJs se inscreveram.

E a ação que foi super comentada sobre a violência doméstica, na qual – no aplicativo – havia um botão de denúncia e, infelizmente, a empresa notou um aumento de 400% de uso desse botão durante a pandemia.

ITAÚ

O banco fez e ainda tem feito muito quando se trata de ações para ajudar o combate à pandemia, em todas as frentes que podem ser possíveis. O total de doações recebidas é R$ 1,4 bilhão. Na ação “Todos pela Saúde”, os pilares eram informar, cuidar, proteger e retomar.

Até agora, o banco criou dois centros de processamentos de testes, com um conselho com especialistas na área da saúde, doou dinheiro para a Fiocruz e, no campo financeiro, prorrogou parcelas de empréstimos e abriu novas linhas de crédito. Foram muitas ações que mereceriam destaque, pois o banco se envolveu em tentar melhorar uma situação que estava crítica em nosso país.

NATURA

Quando falamos de Natura, a lembrança normalmente é: sustentabilidade e revendedoras. E, na pandemia, a marca fez um belo casamento juntando essas duas frentes.

Além de se preocupar ativamente com as suas revendedoras, prorrogou o prazo de pagamento dos pedidos, foi criado um fundo emergencial de cuidado para elas, e ainda tiveram acesso a um psicólogo da empresa, assim como a todos os funcionários da empresa. Isto, sem falar nas doações de álcool em gel que a empresa fez.

Referência

https://neofeed.com.br/blog/home/as-10-marcas-que-mais-causaram-impacto-positivo-a-sociedade-durante-a-covid-19/