DNA DE MARCA - Cuidado com o marketing de oportunismo. Por Maria Gabriela Tosin.

Share Button

As máscaras se tornaram um item essencial para as pessoas nesta época de pandemia, mas algumas marcas aproveitaram este momento para promover-se, vou falar especificamente da marca Osklen.

A marca do grupo Alpargatas lançou a campanha ‘Respect & Breathe’ que vendia duas máscaras pelo preço de R$147,00. Isso mesmo! Cobrando um preço absurdo por máscaras que em outros locais estavam sendo vendidas por um valor muito menor.

O objetivo era arrecadar dinheiro para doar cestas básicas, mas os clientes suspeitaram do valor do produto, pois seria quase o valor integral de várias cestas básicas, ou seja, a marca não iria arcar com nenhum custo, mas seria sustentada pelos consumidores e assim iria realizar as doações. Depois da repercussão negativa, a Osklen se pronunciou através de uma nota, explicando para o público o valor detalhado da ação. Veja abaixo.

A ação poderia ser uma boa ideia, mas no final das contas só ajudou a marca a entrar em mais uma crise, já não bastasse a crise econômica em que o mundo todo se encontra.

A conclusão que os consumidores chegaram foi que realmente eles iriam arcar com os custos da cesta básica e ainda a empresa lucraria R$11,00. A pandemia é um momento para as marcas mostrarem seu lado humano e, enfatizar o lucro, não é a melhor opção no momento. No fim, a Osklen optou por retirar o produto do site e também toda a comunicação sobre ele.

Recentemente foi realizada uma pesquisa para saber quais marcas são as mais lembradas no período de pandemia e percebemos que são marcas que se adaptam muito rápido aos cenários, como: Ambev, Magalu, Americanas, Ypê, Itaú, Santander, Natura, Carrefour, Ifood e O Boticário. Analisando esta lista vemos que precisamos neste momento é de solidaridade e versatilidade para ser o mais assertivo possível na hora de comunicar.

Maria Gabriela Tosin é graduada em Relações Públicas pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Cursa especialização em Mídias Digitais na Universidade Positivo. É criadora do blog pippoca.com e atuou como pesquisadora na área de artes e mídias digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *