Comunicação formal VERSUS informal. A pandemia misturou tudo.

Share Button

Até uns meses atrás o time de Comunicação Organizacional só poderia trabalhar presencialmente. Home-office? Somente para alguns felizardos gestores, bem raramente.

Afinal a comunicação tem que acontecer sempre pessoalmente, isso eram o que nos contavam.

A comunicação informal era disseminada pela rádio peão. A formal, dependia de várias aprovações até sair a o conteúdo das TVs corporativas, dos murais, da Newsletter, os informativos ou qualquer peça usada pela empresa para se comunicar com seus funcionários.

Em março fomos todos para nossas casas e tivemos que trabalhar deste novo local, querendo ou não, sabendo ou não utilizar bem o formato. Usamos nossa capacidade de adaptação para nos reinventarmos e ampliamos os limites da comunicação, misturando os fluxos formais e informais.

Incentivamos as conversas, promovemos happy hours, organizamos lives na empresa, criamos salas de café virtuais para as pessoas conversarem também sobre suas vidas, editamos vídeos para comemorar as datas em que antes programávamos ações de endomarketing e mudamos os formatos dos eventos internos.

Mais do que nunca as empresas exigem a prática dos famosos soft skills ao invés dos certificados que tanto chamam atenção na hora da entrevista com RH. Aqueles profissionais que conseguiram se flexibilizar, se adaptar rapidamente ao novo formato e pensaram na estratégia por trás das informações ganharam destaque e realmente estão contribuindo com suas organizações para um fluxo de comunicação de melhor qualidade.

O fluxo formal e o informal acabam se integrando e apoiando as outras áreas da empresa que também se comunicam, em diferentes formatos. A comunicação corporativa aparece de forma mais estratégica, identificando estes fluxos e apoiando os gestores no que for necessário para que o processo seja efetivo, que o engajamento seja fortalecido e todos consigam continuar caminhando juntos, na mesma direção, esperançosos para que toda essa vivência da pandemia seja logo apenas uma parte da nossa história.

Deborah Sousa é jornalista formada e especialista com MBA em Gestão da Comunicação Organizacional.