NOTA - A quem interessar possa. Por Marcondes Neto.

Share Button

O Observatório da Comunicação Institucional (O.C.I.) é um think tank plural, diverso e libertário, dedicado à reflexão crítica em torno das causas que advoga e temas correlatos. Este seu portal na web reflete tais princípios e fins.

Os autores – todos voluntários não remunerados – são responsáveis pelo conteúdo de seus textos e imagens. Quando opina, o O.C.I. o faz por meio de postagens assinadas por seus diretores.

Na personalidade jurídica, a Sociedade Educativa Observatório da Comunicação Institucional (S.E.O.C.I.) não tem ou exerce viés político-ideológico. Seu foco é o cidadão, a cidadania. Para nós, todo cidadão tem o direito de receber – das instituições, personalidades físicas e jurídicas – uma comunicação clara, completa, e que não o induza a erro de julgamento. Consideramos que uma comunicação institucional imparcial, íntegra e honesta – por parte das organizações de Estado, das empresas privadas, e entidades do Terceiro Setor – é um direito fundamental humano.

Instituições sólidas e funcionando queremos, podemos e devemos ter, sim, no Estado. Mas uma nação genuinamente desenvolvida as requer sólidas e funcionando – também – no âmbito da sociedade civil organizada.

A Sociedade Educativa Observatório da Comunicação Institucional quer ser uma entidade sólida e funcional para a comunidade lusófona em todo o mundo.

[Este texto é reprodução de Nota Institucional fixada na barra desta home page].

Manoel Marcondes Neto é diretor-presidente da S.E.O.C.I., pós-doutor em Cultura pela UFF e doutor em Ciências da Comunicação pela USP, na linha de pesquisa ‘Comunicação Institucional: políticas e processos’ (ano 2000). Tem doze livros publicados e é professor associado da Faculdade de Administração e Finanças da UERJ. Foi auditor de sistemas na Andersen Consulting e brand champion na Accenture, e é o líder do Grupo de Pesquisa ‘Transparência Ativa: construção de um novo conceito e de uma lógica transdisciplinar para a governança‘, credenciado pela UERJ junto ao CNPq – responsável pelo desenvolvimento (concluído em 2018) da ‘Auditoria Funcional da Comunicação Organizacional para aferição do Índice de Transparência Ativa 5R INDEX’ – inovação apresentada ao mercado no 21o. Congresso Mega Brasil de Comunicação Corporativa (2018), no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo. (Marcondes APP).