HOJE é dia do professor. Uma data para reflexão. E para doação.

Share Button

Professor há 35 anos, vejo, triste, o destino de alguns profissionais da Comunicação (no Jornalismo, na Propaganda e nas Relações Públicas), área de minha escolha, tanto na formação quanto no magistério.

Vejo pessoas colocando-se a serviço de máquinas. Não satisfeitos com o uso intensivo de programas, portam-se como algoritmos. Querem dicas ‘passo-a-passo’ para segui-las roboticamente.

Herdeiros de uma tradição humanista na academia, renegam o fator humano. Reforçam a inteligência artificial – que rouba espaço de trabalho à inteligência natural. Desumanizam apesar do discurso de ‘humanização’. E complicam, apesar da defesa da conveniência, atrasando enquanto prometem agilidade.

Faço, aqui, um apelo aos colegas. Que revisitem suas bases de formação e de informação. Infelizmente, as salas de aulas têm sido fontes de fake news e desinformação – algo que deveríamos combater dia sim outro também.

Por último, mas não menos importante; quando em sala de aula, dispam-se de suas paixões político-ideológicas. Estamos diante de pessoas que precisam aprender conosco. Aprender a pensar, não aprender a gostar ou desgostar. Muitos objetos de estudo são áridos, muitos percursos do conhecer são árduos. A escolha dos nossos gostos pessoais na transmissão de conhecimento é – tragédia – um desserviço ao próximo.

Este portal O.C.I. pretende ser um exemplo – fake news free – de que é possível agregar pessoas em toda a sua diversidade, discutir e refletir sem vieses, tecnicamente, nossos objetos de estudo.

8 Rs da Comunicação Funcional: meu presente, minha doação aos colegas

Ofereço a todos o fruto mais recente de meu trabalho de pesquisa, traduzido em um novo livro, nova série de vídeos-entrevista (a seguir) e um novo projeto de extensão – o Observatório de Condutas Éticas, Transparência e Governança.

Proveniente de um estudo sistemático a que me lancei a partir de 2010, alguns marcos são dignos dessa nota:

1 – Lançamento do livro ‘A transparência é a alma do negócio‘ (Conceito Editorial, 2012).

2 – Fundação desta Sociedade Educativa Observatório da Comunicação Institucional (2013).

3 – Lançamento do documentário ‘1 jornalista 10 errepês 100 anos‘ e do livro ‘100 anos de Relações Públicas no Brasil: rumo à cidadania plena‘, em coautoria com Marcelo Ficher (2014).

4 – Lançamento do livro ‘4 Rs das Relações Públicas Plenas: proposta conceitual e prática para a transparência nos negócios’ (Ciência Moderna, 2015). O composto congrega 4 instâncias-demanda de qualquer organização: Reconhecimento, Relacionamento, Relevância e Reputação.

5 – Pré-lançamento do Índice de Transparência Ativa ‘5R-INDEX’, com o acréscimo de um ‘5o. R’ (Resiliência) ao composto de ‘4 Rs’ (2017).

6 – Lançamento do livro ‘Auditoria Funcional da Comunicação Organizacional – AFCO – para aferição do Índice de Transparência Ativa 5R-INDEX’, e incorporação dos elementos de um ‘6o. R’ (Responsabilidade) ao exame AFCO (2018).

7 – Lançamento do livro ‘105 anos de Relações Públicas no Brasil’, em coautoria com Marcelo Ficher (Conceito Editorial, 2019), e incorporação de um ‘7o. R’ (Retribuição) ao exame AFCO.

8 – Incorporação de um ‘8o. R’ (Reinvenção) ao exame AFCO, e lançamento do livro ‘8 Rs da Comunicação Funcional: instrumental para uma governança transparente‘ (Editor A, 2020).

IMPORTANTE ressaltar que a evolução do construto teórico expresso no composto desenvolvido (de 4 Rs a 8 Rs) – que agora chega à sua versão definitiva – afetou a estrutura do exame AFCO, porém sem alterá-la em sua marca ‘5R-INDEX’ e suas cinco respectivas instâncias-demanda. Isto porque as três novas (5o., 6o. e 7o. Rs) foram propostas e detalhadas por razões meramente didático-pedagógicas, tendo sido inteiramente incorporadas ao exame AFCO para a aferição do Índice de Transparência Ativa – ainda em fase de lançamento comercial.

8 entrevistas para 8 Rs – uma para instância-demanda de toda e qualquer organização ou personalidade pública

RECONHECIMENTO – Profa. Cristiane Sambugaro – coordenadora do cursos de RP do Complexo Universitário FMU-FIAMFAAM

RELACIONAMENTO – Profa. Flávia Mendes – empreendedora, professora da USP e da Universidade São Judas Tadeu

RELEVÂNCIA – Prof. Alvaro Magalhães – publicitário, consultor de Marketing e mestre em Psicologia Social

REPUTAÇÃO – Profa. Ilka Carrera – relações-públicas, mestre em Administração e consultora

RESILIÊNCIA – Prof. Luiz Estevam Lopes Gonçalves – administrador, consultor, empreendedor e mestre em Administração Pública

RESPONSABILIDADE – Profa. Elaine Sampaio – contadora, auditora e consultora especialista em Compliance

RETRIBUIÇÃO – Renata Quiroga – psicanalista e coordenadora do Serviço Social, Psicologia, Psicanálise, Psicopedagogia (PSFP)

REINVENÇÃO – Terezinha Santos – jornalista e consultora especializada em gestão de crises de imagem pública