NOVA COLUNISTA: Neusa Medeiros - "Já tive medo, hoje tenho história".

Share Button

Estou exercitando um aprendizado importante e necessário: enfrentar os desafios, algumas vezes ouvindo, outras vivendo. A linda música “Epitáfio”, da banda Titãs, sempre me inspira. “Devia ter arriscado mais e até errado mais, ter feito o que eu queria fazer”.

Mesmo distraída, “confio que o acaso pode me proteger”, afinal já vivi sem tempo para usufruir do caminho e até das companhias, sofrendo por problemas pequenos. Tive momentos de gastar uma energia absurda para provar, as vezes para mim mesma, que virar as costas para a vida é o mesmo que não reconhecer que as “coisas boas chegam com o tempo, e as melhores, de repente!”.

Hoje sigo nesta batida de me observar e mudar a rota, quando necessário. Procuro ser a pessoa que cura as feridas e não aquela que as provoca. É muito triste ser lembrada pelas mazelas. Devemos guardar o que foi bom e colocar muita energia no próximo passo. Quando não estamos prontos é importante ter presente que crescer é um processo que exige atenção e sensibilidade.

Havendo algum risco de felicidade, mesmo mantendo a prudência, que tal dar um passo à frente? “O que tem que ser tem muita força’, já dizia o escritor Guimarães Rosa. Às vezes subestimamos a máxima de que “se faz sentir, faz sentido”. Vale lembrar que “a vida é feita de sonhos, com cobertura de fé”.

Então, que possamos brindar os recomeços, os finais felizes, pois cada dia é um a menos. Como não sabemos o momento do grand finale, sigo “comigo até o final”, me recusando a afundar, na tristeza de uma vida sem propósito, sem alegria. Afinal, “quando você tem meta, o que era obstáculo passa a ser etapa”, como registrou o escritor e palestrante Marcio Kühne. Reconheço que já tive muitos medos, mas hoje, finalmente, tenho história! Nunca é tarde!

Imagem: Pinterest.

Neusa Medeiros é jornalista, com pós-graduação em Metodologia do Ensino Superior. Sócia-diretora da empresa Edição 3 – Comunicação Empresarial, com diversificada atuação na área. Atuou, por vários anos, como assessora de imprensa e professora universitária na Unisinos, e como colunista no Jornal VS, do Grupo Editorial Sinos, onde segue como colaboradora.