EMPREENDEDORISMO FEMININO E COMUNICAÇÃO - Palavras e sua compreensão: como elas se relacionam? Por Alessandra Assumpção.

Share Button

Desde pequena eu me vejo como uma pessoa comunicativa, e muitas vezes eu me expresso melhor através das palavras escritas do que das faladas. Talvez por isso eu goste tanto de escrever e usar as palavras como minhas amigas.

E elas realmente são. Uso todo os dias cada uma delas para falar o que sinto, o que penso, vender minhas ideias, meus serviços e também fazer a comunicação das minhas clientes.

Mas nem sempre eu sou compreendida com facilidade, e por que isso acontece?

Escrever de forma simples é uma técnica que poucos conseguem aplicar. Você precisa interiorizar e dominar a linguagem para poder falar com clareza para ser compreendida.

Sandra Fisher Martins usou esta máxima, The right to understand (link) para falar sobre aquilo que comparou ao apartheid da informação.

Não existe assim uma fórmula a qual a escrita é boa ou não e sim pontos que devem ser levados em consideração, para prevenir uma má escrita.

Fases da escrita

Tenha claro na sua mente que para escrever, você precisa compreender três fases: pensar, escrever e revisar.

É uma associação de palavras interessantes com opções de design que deixa o texto claro e perceptível para quem lê do outro lado. Tudo para que você se comunique de forma clara e acessível, pensando em como a sua informação chega ao seu público e como é compreendida.

Simples significa: fácil de entender. Seja para compreender o conteúdo como para comunicar a mensagem, o assunto a tratar tem que ser dominado para ser maleável e explicado claramente.

Pensar

Reflita e saiba exatamente sobre o que você quer falar e escrever. Crie um raciocínio lógico entre as suas ideias e como você quer repassar para o seu leitor.

Tente ao máximo pensar em tudo que pode ser dito, conforme o assunto e o seu posicionamento, estruture essas ideias para somente depois começar a escrever.

Escrever

Coloque no papel ou computador suas ideias. Deixe as palavras fluírem e vá desenrolando o seu pensamento.

É um raciocínio simples: começo, meio e fim. Demonstre a ideia geral para que o leitor se ambiente com o assunto, fale do tema sobre o qual quer apresentar suas ideias e explicações, e no final conclua fechando tudo que apresentou anteriormente.

Revisar

Depois de finalizar o seu conteúdo, deixe o texto descansar e você também. Volte ao texto e releia, se possível em voz alta, para ver o que é preciso alterar e se ele está como você imaginou que ficaria.

Preste atenção na coerência e na escrita correta das palavras, analise se você manteve a ideia original e se explicou realmente o que queria.

Se preciso reescreva.

Escrita compreensiva

Para que o seu público compreenda o que você quer comunicar, é preciso que você se estruture e saiba falar com quem realmente quer te ouvir.

Para isso, cultive o hábito de ler e escrever com frequência para facilitar a sua comunicação.

Veja dicas para deixar fluir as palavras:

1. Leia: conheça estilos diferentes de escrita e crie o seu próprio. Você percebe novas formas de linguagem e ainda expande o seu vocabulário com diferentes pontos de vista em determinado tema;

2. Saiba sobre o tema: pesquise, analise ideias e busque informação sobre o assunto que irá abordar, estude para poder expressar a sua opinião perante um assunto;

3. Conheça o seu público: conheça quem é o seu leitor e suas preferências. Dessa forma, você consegue falar exatamente com quem quer te ouvir;

4. Evite frases longas: sempre que for redigir um texto, use frases curtas, isso facilita o entendimento e não dá brecha para criar uma confusão na cabeça do leitor;

5. Use o storytelling e o webwriting: saiba contar uma boa história através do seu conteúdo e use ferramentas da internet para que o seu texto fique claro;

Entenda que escrever é um exercício e ser compreendido é outro. Nos quais você precisa ter clareza das suas ideias para que o leitor realmente entenda você e o seu negócio.

Por isso, a escrita é fundamental para esse desenvolvimento independente da sua capacidade linguística e cognitiva. Simplifique o seu conteúdo, melhore a sua linguagem e fale com a sua autenticidade e intuição para se conectar com o seu público.

Alessandra Assumpção é founder da Madame Conteúdo, uma empresa de produção de conteúdos, consultoria, mentoria e workshops de marketing de conteúdo para criação de textos criativos, autênticos e persuasivos. Apaixonada pelas palavras, é jornalista e copywriter que está em constante busca de inovação e da utilização das palavras que expressem a melhor comunicação de forma genuína e poderosa. Para saber mais sobre o seu trabalho, acesse: www.madameconteudo.com.br ou @madameconteudo ou  https://www.linkedin.com/in/alessandraassumpcaomkt