ACordaCultura - MAAT: a metalinguagem como recurso para criação de identidade visual. Por Dany Lima.

Share Button

Cada pessoa, ao nascer, adquire um nome. Ao longo dos primeiros anos de vida, inserida em uma cultura e contextos específicos, ela está susceptível ao aprendizado, sendo afetada por todos os estímulos internos de seu DNA e também externos – ambiente e pessoas, elementos responsáveis pela formação da sua identidade.

Em abril de 2020, o MAAT (Museu de Artes, Arquitetura e Tecnologia), de Lisboa, anunciou sua nova identidade visual em suas redes sociais, a qual apareceu com um estilo totalmente remodelado e minimalista. O resultado? Leia o artigo na íntegra e saiba mais sobre o processo criativo deste incrível projeto.

Sou Daniela Lima, estudei Comunicação Social com ênfase em Publicidade e Propaganda (Newton Paiva) e fiz o curso de Especialização Lato Sensu na UFMG ‘Processos Comunicativos e Dispositivos Midiáticos’. Formei-me no curso técnico de Dança pela Fundação Clóvis Salgado, hoje CEFART e, desde 2004, atuo como colaboradora ou educadora em projetos sociais. Sou professora de ballet e ensaiadora, designer gráfica, e atendo profissionais autônomos e microempresas prestando serviços de marketing digital. Tenho afinidade com temas ligados à infância, artes em geral, meio ambiente, branding, semiótica, desenvolvimento humano, filosofia e com atividades corporais como dança contemporânea, GDS, iyengar yoga e pilates.

https://www.linkedin.com/in/danylimapro/