Expansão desordenada aumenta risco de falta de água na macrometrópole paulista.

Share Button

Deu na Agência FAPESP (22/05/2019), em matéria da Elton Alisson:

Do total de 33 milhões de habitantes da macrometrópole paulista, 3,8 milhões vivem hoje em condições precárias. Essas pessoas estão distribuídas em 113 dos 174 municípios da área, que engloba as regiões metropolitanas de São Paulo, Campinas, Baixada Santista, Sorocaba, Vale do Paraíba e Litoral Norte, além das aglomerações urbanas de Jundiaí, Piracicaba e Bragança Paulista.

LINK – http://agencia.fapesp.br/expansao-desordenada-aumenta-risco-de-falta-de-agua-na-macrometropole-paulista/30569/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *