BOAS PRÁTICAS EM COMUNICAÇÃO - Eventos eficazes não são tão simples de organizar.

Share Button

Em um passado recente, era ofensivo associar a um relações-públicas formado à alcunha de ‘organizador de festinhas’. No entanto, quem dava essa designação certamente não imaginava o tamanho do trabalho que é organizar festas de verdade, de todos os tipos; sociais, corporativas, pessoais. Não são todas as pessoas que tem esse, digamos, dom. E são poucas as profissões que se dedicam a usar esse acontecimento como algo tão especial, como é o caso de Relações Públicas.

Quem estuda sabe que os eventos são considerados um instrumento de comunicação. E não é qualquer um, mas o mais rico de todos. Isso porque, ao participar de um evento, você estará participando porque quer (ou porque precisa), estará presente com todos os seus sentidos no evento e fornecerá, sem querer, todos os elementos necessários para mergulhar em determinada experiência. Você também fará parte de um poderoso esquema de avaliação, onde seus atos no evento poderão contribuir com uma pesquisa.

Como instrumento de comunicação, o evento atende a uma estratégia de marketing. Ou seja, se a organização optou por lançar um produto em uma grande feira ao invés de fazer uma fria campanha em ponto de venda, pode ter certeza de que o público deste evento interessa; o evento tem visibilidade; o lançamento terá repercussão em mídia espontânea; pode se tornar um ‘hit’ em redes sociais e converter em vendas. Isso a grosso modo. O evento pode trazer tanto retorno que desmerecê-lo é não saber fazer estratégia.

Aí chega um empresário e pergunta: o que eu preciso para fazer um bom evento para minha empresa? Respondo sem sombra de dúvidas: pensar primeiro no objetivo que quer atingir e que público deseja conectar. Depois disso, tudo fica muito mais simples… para quem sabe como organizar um evento! Independente do porte, evento é sempre um acontecimento. Pode dar muito certo, mas se perder algum detalhe. A chance de dar errado é muito grande. E não é à toa que tantas empresas de eventos estão por aí.

Bom senso faz parte. Sempre será possível encontrar alguém que faça bem o evento na sua empresa. Mas, cuide. Os organizadores de festinhas são um grande investimento para sua organização, pois sabem, como ninguém, como aplicar recursos e energia em um evento que será inesquecível. Procure seu RP.

Gisele Passos Lima Romanel é relações-públicas e jornalista, com duas outras especializações e um mestrado. Empresária desde os 22 anos, foi professora universitária por 12 anos e, agora, decidiu compartilhar sua visão sobre os negócios de comunicação, seus acertos e infortúnios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *