Falência da propaganda brasileira: desfecho líquido e... errado.

Share Button

A leniência do mercado publicitário brasileiro levou a comunicação do país a lugares escabrosos onde:

Veículos agem como agências;

Anunciantes, como agiotas;

E o, antes, ‘respeitável público’, seja desrespeitado.

Por controle independente no CENP e no CONAR.

LINK para artigo de Washington Olivetto sobre o liquefação da propaganda brasileira – https://amauryjr.blog.bol.uol.com.br/2020/02/18/washington-olivetto-como-e-por-que-a-publicidade-brasileira-se-perdeu/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *