Foi assim o webinário com Manoel Marcondes Neto no Inova RP - Conrerp3.

Share Button

O tema: ‘Gênese e Evolução do composto de Relações Públicas Plenas (2012-2019)’. Clique AQUI para ver.

Manoel Marcondes Neto, cofundador deste OCI, apresentou – em primeira mão – mais uma etapa do desenvolvimento de seu composto de RP Plenas (Full PR): um 7o. ‘R’ – de Retribuição.

E disse: ‘Não é mais possível que organizações passem em branco diante da sociedade global, do planeta, do país, da cidade em que se encontram’.

Legado é ‘a’ palavra de ordem nesta instância, a sétima demanda geral para as organizações que almejam uma ‘Comunicação Funcional’ – que é um novo apelido do composto que nasceu em 2012 como ‘4 Rs’: Reconhecimento, Relacionamento, Relevância e Reputação.

Em 2015, veio somar-se um 5o. ‘R’ ao composto, de Resiliência (dando base ao ‘5R INDEX’ – Índice de Transparência Ativa obtido a partir da Auditoria Funcional da Comunicação Organizacional do OCI); em 2018, um 6o. ‘R’, de Responsabilidade; e, agora, em 2019, este 7o. ‘R’, de Retribuição.

Assim como as demais instâncias/demandas, esta 7a. compõe-se de duas estratégias e quatro táticas. As estratégias se dividem em ‘Retribuição presente’ – quando a organização não se contenta com o discurso de ‘legado para nossos filhos e netos’, e parte para ações que façam diferença agora, já; e ‘Retribuição futura’ – aí, sim, um pensamento de longo prazo, de legado à humanidade (mesmo que seja localmente) e ao planeta.

Já as táticas são:

  • Parcerias cidadãs – dize-me com quem estabeleces parcerias e te direi que és
  • Doações – precisamos (sobretudo no Brasil) incorporar esta prática como pessoas físicas e jurídicas – para além da esmola, para além ‘da força’
  • Sucessão (âmbito interno) – as organizações (tanto privadas quanto públicas) precisam cuidar antecipadamente da sucessão de seu comando, sempre
  • Legado (âmbito externo) – às organizações, hoje, exige-se que pensem no meio-ambiente e no social como sendo vetores de desenvolvimento humano e planetário com o qual têm que se haver diante de um consumidor/cliente/usuário/contribuinte cada vez mais consciente e exigente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *