2017 - Ano do cinquentenário da profissão de relações-públicas no Brasil.

Share Button

selo-rp-50-br

2017 é o ano do cinquentenário da profissão de relações-públicas no Brasil – configuração legal única no mundo a partir de uma formação ‘plena’, muito além de ‘media relations’.

Muitas ocupações (mais de 2.400 constantes do CBO – Catálogo Brasileiro de Mão-de-Obra, do Ministério de Trabalho) vêm lutando por regulamentação semelhante, há anos, no Congresso Nacional. É o caso de ‘designers’, ‘lobbyists’, captadores de recursos, organizadores de eventos, pesquisadores de mercado, cerimonialistas e, até, profissionais de marketing.

Não faz sentido que em um ambiente de complexidade como o que vivemos, e com cenários tão vertiginosamente mutantes, se dispense a institucionalidade de nossa âncora legal. Somos contrários a qualquer tentativa de ‘abertura’ ou ‘flexibilização’ da concessão de registro profissional de RP a quem não seja bacharel em RP.

Há quem alegue, argumentando o fim da última profissão regulamentada que restou no campo da Comunicação que a Lei 5.377/1967 ‘está velha’… Discordamos veementemente!

Se afirmar tal coisa, no meio acadêmico, é desserviço, desestímulo e manipulação; no meio de negócios é prova de amadorismo, ignorância ou má-fé. Afinal, uma sociedade desenvolvida é uma sociedade institucionalizada, e instituições baseiam-se em tradição, costumes, cultura, história e… leis… que, afinal, são o fundamento da democracia.

Este Observatório da Comunicação Institucional vai comemorar 2017… e muito! Nosso mote no cinquentenário de RP no Brasil:

RP: persona e caráter da comunicação institucional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *