POESIA NO OBSERVATÓRIO: Palavras entalhadas - 'Cabelo'. Por Regina Mello.

Share Button

Cabelo é linha, cordão, elástico, corda de violão
Cabelo protege, enfeita, flutua, camufla
Cabelo tem força, energia, cores e luz…
Cabelo é roupa, pele, pêlo, moda, pena
Cabelo cresce, nasce, morre, quebra ou arrebenta
Cabelo que se arranca
Cabelo que se implanta
Cabelo, cabelo, cabelo
Cabelo é osso, corpo, unha
Cabelo é força, energia, é travesseiro, ninho e aconchego
Cabelo antena, cabelo relógio
Cabelo flor, casca de árvore, escama de peixe, água de rio, mar, cachoeira
Cabelo que escorre, enrola, desliza e cai
Cabelo está dentro, fora, está preso, solto
Cabelo de dentro, de fora, cabelo que brota
Cabelo, cabelo, cabelo, mistério, broto, sopa

Regina Mello é artista visual pela EMBAP e Escola Guignard – UEMG. Poeta, editora, curadora, gestora e produtora cultural independente. Fundadora e diretora do Museu Nacional da Poesia (MUNAP).

2 respostas para “POESIA NO OBSERVATÓRIO: Palavras entalhadas – ‘Cabelo’. Por Regina Mello.”

  1. Magna Pinheiro disse:

    Que legal Rê!
    Parabéns querida!

  2. Regina Mello disse:

    Obrigada querida, saber que você gostou muito me incentiva.
    Publicaremos novos textos todo dia 23, acompanhe e aproveite para navegar nesta maravilhosa página, repleta de excelentes textos.
    Ler é viajar, é crescer e ampliar conhecimentos.
    Ler humaniza!
    Um forte abraço e beijos,
    Regina Mello

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *