- Elogie! Por Aline Bensi.

Share Button

Que atire a primeira pedra quem nunca ficou feliz por um elogio. Pequeno, grande, curto, do pai, do vizinho, de um chefe, seja como for, o elogio possui a tendência de arrancar sorrisos. Quem é que não fica feliz com um simples elogio? O reconhecimento, quando mostrado na oportunidade certa, agrega em todos os tipos de relacionamentos, sejam pessoais ou profissionais.

Combo 2 em 1: o elogio não contempla apenas o elogiado, mas quem o faz, que é tomado por sentimentos bons também. Quando o reconhecimento surge de algo significativo para aquele que está fazendo o elogio, que realmente vive aquele determinado sentimento perante o outro, a satisfação em elogiar se transforma em felicidade também.

No âmbito profissional, aplicado de forma estratégica, o elogio é uma grande ferramenta para os líderes. É necessário que seja feito em uma oportunidade adequada, para que a ação contribua corretamente para o desenvolvimento do liderado. O elogio, nesse aspecto, pode ter duas funções: informar e/ou incentivar o colaborador no trabalho desempenhado.

Caso seja aplicado incorretamente, para outros fins, como, por exemplo, incitar outros colaboradores ou até ele mesmo, ocasionará consequências negativas não apenas para quem recebeu, mas para toda a equipe. A cooperação e o companheirismo podem sofrer com atitudes dessa natureza. No ambiente corporativo, motivar a gentileza faz com que as equipes mantenham a harmonia e que os profissionais se desenvolvam não apenas individualmente, mas em equipe também.

Outro ponto em que o reconhecimento é bem-vindo e as empresas já notaram os benefícios disso, são os elogios entre os colegas de trabalho, independente de hierarquia. Atenção, não estamos falando de feedback formal de trabalho, mas de uma consideração ou reconhecimento, de modo despretensioso. Com a correria que vivemos atualmente, dificilmente os colaboradores destacam os pontos fortes dos colegas de trabalho, o que se torna uma oportunidade de melhoria perdida.

A comunicação interna pode aproveitar a oportunidade de elogiar como ferramenta para criar engajamento. Exemplo disso são datas comemorativas, como o Dia da Gentileza. Pequenas ações, como disponibilizar cupons para que os colaboradores escrevam e enviem para os seus colegas, murais para inserir bilhetinhos com elogios, bombom de feedback etc. Basta se jogar na criatividade. As ações são de baixo custo e geram um alto engajamento.

Criar e implantar a cultura do reconhecimento em uma empresa é um trabalho árduo, mas que vale a pena. Os benefícios são vários: mais respeito entre os colaboradores, melhora no clima organizacional, maior engajamento, trabalho em equipe eficaz e produtivo, bem-estar, entre outros. Lembrando que um bom relacionamento com os colegas de trabalho é fundamental para o desenvolvimento da empresa.

Aline Bensi, por ela mesma: conectando com amor – a comunicação pelos olhos de uma jovem jornalista. 25 anos. Ex-dançarina. Um dia já foi aspirante a atriz. Ama o que faz: comunicação interna. Sem medo do voo, pulou de paraquedas e encontrou o seu lugar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *