EFEITO RP - Lembrete para um trabalho, rotina e ambiente completamente tecnológico e acelerado. Por Bárbara Calixto.

Share Button

Estamos cada vez mais acostumados com a alta velocidade em que as coisas acontecem. O ano já está na metade. A Geração Z no mercado de trabalho pulando de empresa em empresa. Um feed de notícias que se altera a cada segundo. Vídeos que são de 1 minuto e, quando são de 5, parecem longos. Mensagens de WhatsApp chegando a todo momento. Respostas que, muitas vezes, precisam ser dadas na hora, com o senso de urgência e importância. A exigência da tecnologia e de nós mesmos, para nós mesmos, está cada vez maior. A sensação é de como se o tempo estivesse escorrendo pelas nossas mãos.

Assim que eu comecei a escrever, lembrei de um livro infanto-juvenil que li há mais de 10 anos. Não tenho todo o enredo gravado na memória, mas o personagem principal, JJ, transitava por dois mundos e o tempo passava diferente em cada um deles. Me lembro de uma cena imaginária que eu criei, de um “rasgo” que o personagem descreve, e que por esse rasgo o tempo vazava, escorria. O livro é “JJ e a música do tempo”, de Kate Thompson, lançado em 2007.

A imagem simbólica que eu carrego do livro traduz, para mim, a sensação de velocidade e aceleração constante que estamos vivendo hoje. E, no marketing – no ambiente digital – isso não é diferente.

Nos últimos meses eu tenho brigado muito com essa passagem do tempo. Logo no começo do ano estabeleci algumas metas pessoais para mim e, uma delas, era sobre me presentificar mais. Eu entendo por presentificar realmente estar presente em cada momento. Ter – ou pelo menos tentar ter – atenção plena em cada atividade, em cada ação, em cada pensamento… realmente tentar elevar o nível de consciência em cada coisa que realizo.

É claro que eu não sou monja e não consigo ter 100% de eficiência nisso, claro que existem dias em que eu estou mais ou menos propensa, dias em que estou mais emotiva, ou que estou passando por algum problema familiar. Mas a questão é que me comprometi com isso e tenho feito movimentos a favor desse objetivo.

E a minha briga com o tempo tem sido justamente nesse ponto: eu tenho conseguido me equilibrar mais, me presentificar mais e fazer as coisas com mais atenção, mais conectada comigo mesma, mas, em contrapartida, o restante das atividades e ações exigem um tempo diferente, necessitam resposta imediata e demandam um outro compasso. O marketing no ambiente digital traz essa sensação de cobrança imediata.

– Gere leads.
– Faça campanhas.
– Invista em todas as plataformas de mídias sociais.
– Faça relatórios e análises.
– Deu certo? Deu errado? Replique, corrija ou tente novamente.
– Faça reuniões. Prospecte clientes. Entre em contato. Responda na hora senão o lead vai embora.
– Faça benchmarking.
– Posicione-se.

A minha briga, o meu constante movimento com isso, é para lembrar que cada coisa possui um tempo específico. E já sabemos que se investirmos em anúncios nas plataformas digitais, a chance de trazer um retorno mais rápido é maior. Da mesma forma, sabemos que se colocarmos fertilizantes nas plantas elas irão crescer mais rápido. Mas no modo orgânico, o tempo é diferente. E é necessário paciência, constância e persistência.

E essa tem sido uma grande experiência para mim, trabalhando há mais de um ano no setor B2G (business to government), em que o ciclo de vendas é completamente diferente do que o B2C (business to consumer) ou B2B (business to business). Um público que possui características muito específicas, que precisa de mais atenção, mais aprovação, uma relação em que o tempo de fechamento de cada contrato é mais demorado e envolve outras burocracias.

E se você chegou até o final deste texto, espero que você se lembre de que a sensação de tempo pode ser a de “escorrimento”, mas nós somos os responsáveis por saber como usá-lo e também de nos “aterrarmos” em cada coisa que fizermos. De que nós podemos (e devemos) valorizar cada pequeno passo e cada pequena conquista. Eu tenho feito isso no dia a dia no meu trabalho e tem me ajudado a trazer mais leveza para as ações.

Bárbara Calixto é graduada em Relações Públicas pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e possui MBA em Marketing pela USP/Esalq. Atualmente, desempenha a função de Analista de Marketing em uma Govtech (Portabilis) e já trabalhou em agências de comunicação, no segmento varejista e indústrias. Além disso, é uma pessoa que ama cozinhar, apreciar a natureza e está sempre disponível para uma boa conversa.