JJ Invest deu calote até em astros como Zico e Júnior.

Share Button

Deu anteontem n’O Globo (P. 23), na matéria de Rennan Setti e Athos Moura:

Os ídolos do Flamengo – time do coração do empresário Jonas Jaimovick, dono da JJ Invest – aplicaram na empresa de investimentos, que não tinha autorização para funcionar, fechou as portas e zerou suas contas bancárias sem devolver dezenas de milhões dos aplicadores.

LINK – https://extra.globo.com/noticias/economia/ate-zico-junior-foram-lesados-por-golpe-da-jj-invest-empresa-de-investimentos-23474458.html

Imagem: Reprodução da internet.

COMENTÁRIO

Investimento?

Já havíamos, neste O.C.I., notado a presença da JJ Invest. No meio mais caro do mercado, a TV. Aliás, na TV, a indústria automotiva e a de investimentos estão bombando. Alguém precisa, contudo, esclarecer, que não se trata de investir, mas de especular.

Não há investimento algum quando não se trata de algo produtivo. E os ‘investidores’ da JJ Invest foram lesados em dezenas de milhões de reais:

– Eu perdi 250 mil… a empresa passava uma imagem de credibilidade por meio da imagem de pessoas conhecidas, como ídolos do futebol…

Vê-se que deter grandes quantias em dinheiro não compra inteligência, perspicácia, lucidez. Mais:

– Antes do escândalo estourar, já havia notado que algo estava errado, por causa da rentabilidade muito elevada.

Pois é. E o incauto, agora esfolado pela maracutaia, ainda confessa sua ganância.

Uma resposta para “JJ Invest deu calote até em astros como Zico e Júnior.”

  1. Léa Maurano disse:

    Eu também fui lesada há vários anos pelo Banco Maisonnave, que me roubou tudo o que eu tinha, o que não era pouco. Esse banco era autorizado a fazer investimentos, mas nem assim consegui de volta o que havia investido. O pior: alertada por pessoa ligada aos meios bancários, fui me informar no Banco do Brasil, do qual era correntista. Resposta da gerente do BB: “Nunca ouvi falar que o Maisonnave esteja com problemas”. Ao me ouvir falar que estava com vontade de transferir tudo o que eu tinha naquele banco para o BB, ela me respondeu com uma pergunta: “Sabe quanto o BB está dando de juros?!?” Estranhei essa atitude e não sei a quê poderia atribuí-la. Penso que ela, a tal gerente, ficou com medo de alertar para uma situação que poderia gerar uma corrida para a retirada de dinheiro, e assim causar dano ao Mercado bancário, sei lá. O que sei é que essa senhora compactuou com a minha ruína financeira. Não adiantou eu ter entrado com ação na justiça para ser ressarcida. O que recebi foram ações que, de acordo com o banco, eu poderia resgatar em dois anos. Após esse prazo telefonei para Porto Alegre, sede do banco, para saber como poderia fazer o tal resgate e, quem estava me atendendo disse que tal resgate não existia. Agora vem novamente a família Maisonnave com uma nova promessa de bom investimento, lançando uma nova empresa, a tal XP Investimentos. Nova arapuca,, penso eu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *