Estourou a bolha que elevou a confiança no início da pandemia, com más notícias para a imprensa e boas para as corporações.

Share Button

Deu no MediaTalks by J&Cia.:

Nos primeiros meses da pandemia, pesquisas indicaram níveis elevados de confiança no jornalismo, refletindo a busca por informações de qualidade que poderiam – e ainda podem – fazer a diferença entre a vida e a morte.

Mas a bolha estourou. A nova edição do respeitado relatório anual Edelman Trust Barometer, que o MediaTalks by J&Cia. traz para você, mostra que a confiança nas notícias da imprensa atingiu o ponto mais baixo da série histórica do estudo, que entrevistou mais 33 mil pessoas em 28 países.

Globalmente, a mídia manteve a posição de instituição menos confiável em uma avaliação que inclui governos, ONGs e corporações, embora tenha aumentado dois pontos em relação à edição 2020 do estudo. No Brasil, o resultado também repete o do ano passado, mas com a mídia em penúltimo lugar, à frente do governo, que voltou a ser considerado a instituição menos confiável para os brasileiros, com o nono pior índice de confiança entre os 28 países avaliados.