DNA DE MARCA - Black Friday: promoção com decepção.

Share Button

A Black Friday aconteceu na última sexta-feira de novembro e movimentou as redes sociais com as promoções e provocações de McDonald’s e Burger King.

O McDonald’s anunciou a promoção de dois sanduíches ‘clássicos’ por apenas R$ 4,90 e de dez cheeseburgers por R$ 20,00. Para participar, era necessário retirar os cupons via aplicativo do restaurante e fazer o pagamento com o aplicativo do Mercado Pago via QR Code.

Já o Burger King anunciou a promoção de três sanduíches por apenas R$ 5,00 – e o pagamento também deveria ser por meio do aplicativo do Mercado Pago via QR Code.

O que parecia uma ótima promoção acabou rendendo para as marcas o recorde de reclamações no site ‘Reclame Aqui’ no dia 29 de novembro – e uma notificação do Procon. O Burger King recebeu 545 reclamações. O McDonald’s recebeu 491 queixas.

As reclamações foram sobre instabilidade no aplicativo Mercado Pago e também no aplicativo do McDonald’s, maquiagem de desconto, mudança de preço ao finalizar a compra e cancelamento do pedido após o pagamento, sem falar nas filas quilométricas nas lojas com horas de espera, pois os estabelecimentos não possuíam uma estrutura adequada para atender a àquela demanda. Segundo o órgão de defesa do consumidor, tanto o Burger King quanto o McDonald’s foram notificados em razão do aplicativo Mercado Pago ter ficado inoperante. O McDonald’s ainda recebeu outra notificação pela inoperância do próprio aplicativo – que também seria o meio de acesso para ofertas exclusivas. As empresas responderão a um processo administrativo e podem ser multadas.

A ideia de divulgar o aplicativo do Mercado Pago aliado a promoções com os dois principais fast-food seria uma ótima ideia se tudo funcionasse corretamente. Com o dobro de funcionários para atendimento nas lojas e aplicativos funcionando mesmo com alto número de acessos.

Antes mesmo da Black Friday as marcas conseguiram um grande volume de buzz nas redes sociais, mas agora será difícil recuperar a confiança dos consumidores que gostariam de saborear os lanches e no fim não conseguiram adquirir nenhum dos produtos. Por isso, para desenvolver uma campanha eficiente, certifique-se que ela funcionará, mapeie os riscos e os benefícios em todas as fases.

Maria Gabriela Tosin é graduada em Relações Públicas pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Cursa especialização em Mídias Digitais na Universidade Positivo. É criadora do blog pippoca.com e atuou como pesquisadora na área de artes e mídias digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *