Projeto 23 - Um novo paradigma para as Relações Públicas [em andamento]

Share Button

Este 2 de dezembro, Dia Nacional de Relações Públicas, o O.C.I. comemorou de um modo diferente. Realizamos uma Reunião de Trabalho na qual Marcelo Ficher, nosso diretor executivo, trouxe uma tese que se tornou o nosso 23o. projeto.

Trata-se de considerar Carreira de Estado a profissão relações-públicas.

Marcelo Ficher é RP, mestre em Educação pela Universidade Federal Fluminense (2006), e professor de Relações Públicas há 20 anos, com passagem pela UERJ, UGF, Universidade Veiga de Almeida, Faculdade Salesiana de Macaé e DSc Cursos.

Sua dissertação de mestrado, intitulada “Relações Públicas, Educação e Mundo do Trabalho: reflexões teóricas e perspectivas de atuação”, sob a orientação da Profa. Dra. Lia Tiriba, é paradigmática e mudou a percepção sobre o surgimento da atividade de RP, deslocando-a da tradicional visão “empresarial” para a sindical. Sim, as primeiras funções de relações públicas na contemporaneidade nasceram na comunicação sindical.

Não por outra razão – sua originalidade – este trabalho foi a base do livro “100 Anos de Relações Públicas no Brasil: rumo à cidadania plena” (esgotado), lançado pela Conceito Editorial (em coedição com este O.C.I.) – com o apoio institucional do Conrerp1 – no ano de 2014, como parte das comemorações pelo centenário da atividade de RP no Brasil. Três eventos simultâneos marcaram o lançamento, o POP (SP), palestra especial na UNISC (RS), e noite de autógrafos na FACHA (RJ).

Em 2019, atendendo a inúmeros pedidos, o livro (agora em versão pocket book, também editado pela Conceito) foi reeditado, homenageando os 105 anos da atividade no país: “História das Relações Públicas no Brasil: 105 Anos”. A obra foi lançada em evento comemorativo realizado pelo complexo universitário FMU-FIAMFAAM, em São Paulo.

Este livro pode ser adquirido diretamente via O.C.I. e, nele, Marcelo Ficher acrescentou um epílogo no qual já se podia vislumbrar a tese que originou este projeto.

O trabalho está previsto para durar um ano. Ao final desse período está prevista a publicação de um Manifesto em formato digital (e-book).