Abuso do poder econômico? É isso aqui, ô - ô. [Blindheit über alles! - parte 4].

Share Button

0104

Hoje, n’O Globo (e em um outro jornalão, perto de você), um anúncio de página espelhada (ou seja, de duas páginas inteiras) faz a defesa do inofensivo aplicativo aos bárbaros taxistas brasileiros. À primeira vista, trata-se de alguém ‘cool’ advogando em causa própria. OK. Ocorre que ‘os bandidos’ na estorinha paga a peso de ouro são profissionais regulamentados e cumpridores de leis e regulamentos (anacrônicos e em demasia – sabemos -, mas em vigor).

O singelo título: ‘Direito de Escolha’.

Que saiba o leitor: a escolha em questão é, simplesmente, escolher entre o legal e o ilegal, o regular e o irregular. Que se pese bem para que parte da Belíndia nos dirigimos de carona com o fundo de investimento (não uma empresa, não uma empresa de transporte, muito menos uma empresa de transporte responsável de passageiros) Uber, se a parte Bélgica ou se a parte Índia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *