A cooptação do Direito.

Share Button

Hoje, recebemos – via LinkedIn – uma mensagem de alguém repostando um anúncio do IDP que oferece “cursos gratuitos para jornalistas”.

A postagem já contava com 15 comentários. Alguns deles:

– Maravilha!
– Muito obrigado por postar!
– Vejam isto, fulana e beltrano!

Intriga-nos que sequer uma pessoa, entre autor e comentadores, atinou para o fato de que IDP é a escola privada que Gilmar Mendes inventou para enriquecer às custas do cargo que ocupa.

Ou que o próprio Gilmar Mendes foi quem deitou a pá de cal na necessidade de diploma de nível superior para o exercício do jornalismo.

Outra ação “promocional” recente dá conta de que o jornal O Globo está oferecendo assinaturas gratuitas aos advogados registrados na OAB.

Como precisa entregar a alguém os exemplares que imprime diariamente, O Globo mirou a entrega a um público que (ele julga) precisar da deseducação continuada rumo ao totalitarismo de pensamento único de que o veículo de massa (sic) é bastião.

O terceiro “promotion” é mais antigo. Trata-se do prêmio Innovare, em que o Grupo Globo (a própria holding, dispensando as suas marcas) reúne atuais e ex-ministros do STF num caro convescote anual.

A cooptação é um sistema. Só não vê quem não quer.