A sátira de Banksy. Por Juliana Marques Teixeira Rangel.

Share Button

Nome do alunoJuliana Marques Teixeira Rangel
OrientadorGustavo Chataignier
InstituiçãoPontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Publicado em30/11/2016

A autora relaciona o artista de rua inglês com temas que abordam a arte como instrumento político, a sociedade de consumo (Baudrillard), a sociedade do espetáculo (Guy Debord) e a liberdade vigiada ( fazendo um paralelo entre Foucault, Guy Debord, Zigmunt Bauman, George Orwell e Glenn Greenwald).

Leia a íntegra.

Voltar para as monografias