VIÉS HUMANO NA ERA DIGITAL - 5 tendências de marketing digital que vão avançar em 2020.

Share Button

Já é final de janeiro e você aí dando ‘Feliz Ano Novo’ para algumas pessoas pois acredita que no Brasil tudo começa pós-Carnaval? Pois é, eu estava assim… mas quando vi, tanta coisa já tinha acontecido no trabalho, na vida, no mundo, que me senti em abril, já!

Isso me fez pensar que, num piscar de olhos, chegamos a uma nova década e, se não prestarmos atenção, tudo vai passar muito rápido e é bom que tenhamos em mente um pouco do que vem por aí. É preciso se preparar, estudar tendências, ouvir especialistas, pois as mudanças tecnológicas que estão invadindo nossas casas, carros, ouvidos, mentes e corações vão chegar como uma avalanche em nossas empresas e no mercado.

Pesquisando sobre marketing digital, comecei a me fazer algumas perguntas e separei alguns achados sobre quais serão as principais mudanças no comportamento do consumidor, novas tecnologias e tendências que devem impactar o marketing em 2020:

1. Usaremos mais assistentes de voz

Atire a primeira pedra quem nunca recorreu à Siri (Apple), à Cortana (Microsoft), à Alexa (Amazon) ou à voz no Google para fazer alguma busca, ler um texto, achar um lugar ou simplesmente saber se vai chover? Os assistentes de voz se tornarão um ponto de contato de engajamento muito maior com os consumidores. No final de 2021 haverá mais de 1,6 bilhão de pessoas a utilizar assistentes de voz regularmente, segundo dados do próprio Google.

2. O marketing conversacional engajará mais consumidores

Como consumidores, avançamos para uma economia de conversação, na qual os assistentes de voz em casa desempenharão um papel importante. Além disso, as marcas já passaram a usar chatbots para ‘falar’ com seus consumidores – como alternativa aos e-mails, SMS ou FAQs, que ficam estáticas nos sites. Ao responder às emoções e necessidades dos clientes com ‘falas’ únicas e imediatas, as marcas poderão criar experiências mais instantâneas e sem esforço, pois os robôs ficam disponíveis 24 X 7 e podem ser programados para responder de forma cada vez mais humanizada.

3. A estratégia de marketing será cada vez mais inclusiva

Os consumidores de hoje querem mais do que informações de produtos e marcas. O que eles realmente exigem é a perspectiva da marca sobre tópicos importantes – e como ela contribui positivamente para melhorar cenários. O marketing digital acompanha este movimento, juntamente com os influenciadores digitais e com a interação de consumidores sendo promotores ou detratores das marcas nas redes. Em 2020, a visão de uma marca sobre questões como diversidade e inclusão, mudança climática e sustentabilidade, se tornarão ainda mais importantes.

4. Teremos que melhorar a experiência móvel do cliente

Muito já se falou sobre experiência omnichannel e sobre a estratégia de uso simultâneo e interligado de diferentes canais de comunicação, visando melhorar a experiência do consumidor. No entanto, de acordo com o Google, as taxas de conversão no celular estão atrasadas em comparação às do computador. Ou seja, a experiência mobile ainda não tem sido satisfatória. Em 2020, os consumidores esperam uma experiência sem atritos em todos os canais, incluindo dispositivos móveis. Por isso, os profissionais de marketing que desejem se manter atualizados, precisam pesquisar mais sobre estratégias mobile de conteúdo e engajamento, investir em novas tecnologias, adaptar experiências a diferentes comportamentos, e utilizar novas técnicas de medição para mapear melhor a jornada do consumidor.

5. A era da personalização em escala com o marketing orientado a dados.

Estamos nos aproximando de uma nova era em que o marketing tradicional é remodelado pelo aprendizado de máquina. Este marketing ‘orientado’ a dados trará insights e informações valiosas que poderão mudar toda a estratégia das empresas. Os profissionais de marketing poderão analisar a experiência individual dos consumidores para criar uma ‘personalização do cliente em escala’. O aprendizado de máquina poderá ajudar a entender as jornadas do cliente para aumentar o engajamento e agregar valor em momentos importantes. Em campanhas web, por exemplo, os anunciantes poderão ativar seus dados para controlar com mais precisão as estratégias de lances por meio de modelos preditivos. Além de proporcionar um envolvimento extremamente individual e relevante do consumidor, isso permitirá um foco nas conversões mais valiosas, com um melhor retorno dos gastos com publicidade e mais receita.

E você? Como está a estratégia de marketing digital em sua empresa? Comente se você sacou alguma tendência interessante e que pode impactar empresas e setores.

Juliana Burza atua no ecossistema de inovação e tecnologia, apoiando empresas na Transformação Digital. Mentora, ghostwriter e especialista em personal branding no Linkedin. Escreve para a coluna O VIÉS HUMANO NA ERA DIGITAL no OCI e é membro do Grupo Mulheres do Brasil (Comitê Mundo Digital e Master Mentoring).