Tentei. Fiz o que pude! Por Neusa Medeiros.

Share Button

Às vezes, não há uma próxima vez, não há segundas oportunidades. Às vezes, é agora ou nunca. Penso que tão importante quanto ter isso presente é tentar esgotar as possibilidades e saborear a sensação de que fez o que foi possível, com os recursos que possuía naquele momento.

É comum termos esperança que tudo se ajeite, que volte ao formato original, só que na prática isso nem sempre acontece. Então, levamos uma surra da vida, pois ela vai aprontar. É fato!

Quando uma história chega ao fim ou você sofre porque acabou ou agradece porque viveu. O importante é não desperdiçar esse tempo de aprendizado, pois haverá dias de luta, mas também de glória. A vida é um constante equilibra-se entre persistir e deixar ir, sem conformismo ou desespero. Afinal, sempre haverá uma forma de superar, de se reinventar e ressignificar os acontecimentos.

E nada de engolir o choro. Se permita transbordar, até desidratar a alma, para renascer mais sereno e feliz. Precisamos secar as dores, para dar espaço para novas alegrias e emoções. Como já disse o poeta Allan Dias Castro, “talvez você encontre no recomeço o seu final feliz”. Gaste a sua energia com situações que dependam da sua ação. Não sendo assim, é melhor seguir adiante abrindo espaço para passar com a sua fé, pois o querer tem muita força.

Mergulhar nas experiências sem se deixar afogar, e até remar contra a maré, se for possível, para chegar no outro lado da margem ainda com vida pode valer muito a pena, mesmo que estejamos exaustos. São essas as experiências que devemos acumular. Fazer o que for possível para ser feliz e tentar ir um pouco mais além, não só para testar a resistência, mas para fazer valer ainda mais os resultados.

Conforme destacou o escritor Tiago Brunet, “ninguém continua o mesmo depois de superar uma dor”, então, valorize esse momento. Uma perda também pode vir disfarçada de ganho. É a vida encontrando um jeito de apontar caminhos. Fique atento aos sinais!

Neusa Medeiros é jornalista, com pós-graduação em Metodologia do Ensino Superior. Sócia-diretora da empresa Edição 3 – Comunicação Empresarial, com diversificada atuação na área. Atuou, por vários anos, como assessora de imprensa e professora universitária na Unisinos, e como colunista no Jornal VS, do Grupo Editorial Sinos, onde segue como colaboradora.