PAPO DE TERÇA - Sua marca e a batalha das redes: a estratégia que vence o jogo. Por Nathália Corrêa.

Share Button

Toda vez que tenho uma reunião com meus clientes, seja para alinhamento ou prospecção de uma nova conta, a pergunta mais frequente é ‘Facebook ou Instagram: qual rede você acha melhor?’. A resposta não é tão objetiva quanto a pergunta, pois depende da análise de diversos fatores, entre eles: objetivo da marca, modelo de negócio, público e estratégia de conteúdo.

Mas qual a necessidade de existir uma disputa entre Facebook e Instagram pela melhor rede social? Há um tempo, o Instagram tem atraído os holofotes pela variedade de recursos apresentada aos usuários. Em um estudo intitulado ‘Tendências para as mídias sociais em 2019’, realizado pela Socialbakers – empresa que analisa o desempenho de marketing digital – foi apontado um número maior de engajamento de marca no Instagram do que no Facebook. O estudo também mostrou um crescimento de campanhas publicitárias na rede social de fotos.

Globalmente, o Facebook lidera ranking com 2,8 bilhões de usuários ativos contra 1 bilhão do Instagram. O Brasil também mantém esse ranking com 130 milhões de usuários do Facebook e 69 milhões no Instagram – dados levantados pelo próprio Facebook, no final de 2019.

Uma notícia divulgada na semana passada pelo portal ‘Meio & Mensagem’ chamou a atenção dos profissionais de marketing para a popular rede de Zuckerberg: ‘Facebook aumenta engajamento entre público brasileiro‘ – ‘Um estudo feito pela FAAP em parceria com a Socialbakers apontou o crescimento de 69% no número de fãs na rede social, na categoria Marcas e Institucional’. É para confundir mais a cabeça dos clientes ou auxiliar no seu plano de marketing para eles? Pode até considerar as duas alternativas.

Apesar de todos os dados numéricos serem essenciais e acompanhar as pesquisas indispensável, sabemos que marketing digital não é uma equação exata. Portanto, vamos a algumas considerações que devem ser levadas em conta.

1. Recursos oferecidos pelo Facebook

Esta rede social possui um formato para visualização de conteúdos diferente do Instagram. Os textos podem ter mais destaque e ser mais detalhados, pois é a plataforma em que as pessoas costumam consumir mais artigos e notícias. Assim, diferente do Instagram, o principal destaque é conteúdo textual e não a imagem.

O Facebook permite compartilhamento de links do site da sua empresa, blog ou sites de terceiros, recursos que o Instagram não possui. Com um clique, você pode direcionar o seu seguidor para qualquer página que desejar.

Além disso, um recurso ainda pouco explorado pelas empresas são os grupos dentro do Facebook – em que é possível divulgar produtos ou serviços para um público que realmente tem interesse, comunicando diretamente com eles.

Quando se trata de anúncios/publicidade paga, o Facebook Ads possui mais opções para segmentação de público por interesse e comportamento do que o Instagram Ads, sendo utilizado até para criar anúncios para a rede social de fotos.

2. Recursos oferecidos pelo Instagram

O Instagram surgiu com o objetivo de ser uma rede social mais visual com compartilhamento de fotos instantâneas. Dessa maneira, se aproxima do usuário apresentando um conteúdo mais humanizado. Por mostrar mais ‘a cara das pessoas’, esta rede social serve como oportunidade para influenciadores digitais que também fazem parte da estratégia de algumas marcas.

Imagem: NordWood Themes por Unsplash.

Nathália Corrêa é bacharel em Comunicação Social pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e tem MBA em Marketing Digital. Atua na gerência de marketing e mídias sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *