PAPO DE TERÇA - Segure firme na montanha russa do mercado de trabalho. Por Nathália Corrêa.

Share Button

Muitas vezes, na rotina, na correria do dia a dia ou nas horas passadas dentro de uma empresa, nos questionamos sobre as perspectivas profissionais e como planejamos nossa carreira para daqui alguns anos. Completando esse misto de sentimentos, destaco aquela frase popular ‘escolha um trabalho que você ama e não terás que trabalhar um único dia em sua vida’. Toda vez que vejo alguém mencionando isto, penso se motiva as pessoas ou gera ainda mais dúvidas.

Quando eu era criança, amava parque de diversão e achava que poderia ser muito feliz trabalhando naquele lugar que encantava só de olhar. Pensa em poder ir na montanha russa quantas vezes quiser! E na roda gigante? Não ter hora para sair do ‘breca-breca’…

Durante um tempo, quando escutava alguém falando do próprio trabalho com paixão, sempre associava ao parque de diversão. Achava que quem trabalhava ali pertinho dos brinquedos que era feliz. Na rotina da gente, a sensação de frio na barriga quando você é chamado para a sala do chefe é praticamente a mesma, né?

Imagino que muita gente, principalmente da minha geração, procura por esse emprego que você não terá que trabalhar um dia sequer em sua vida. Porque sim, a gente trabalha e muito. E isso não é ruim. Pelo contrário, é muito prazeroso. Mas, é preciso achar esse prazer em meio à rotina. Com os anos (eu nem coleciono muitos) de experiência, transitando por algumas empresas, a gente vai criando e recriando diversões diferentes durante as horas de expediente e aprendendo a lidar com o sobe e desce da montanha russa.

Quando você finaliza um projeto que achava impossível ou aqueles dias em que está sem inspiração, já experimentou se dar um mimo? Pode servir de recompensa ou incentivo. Como uma apaixonada que sou por cafés, gosto de localizar algum cantinho perto da empresa para sentar e tomar uma xícara após o almoço ou no meio da tarde. É uma pausa para respirar outros ares, realinhar as ideias e tirar um tempinho para ler alguma coisa antes de retornar ao ritmo do dia.

O trajeto percorrido até a empresa também é ótimo momento para ‘viajar’ em uma leitura nova, um podcast ou uma música. Após o expediente, criar uma rotina de atividade física ou se dedicar a outra atividade que você curte é uma maneira de somar e descobrir novos prazeres além da profissão.

Lembro de ter lido uma entrevista com o futurista e empreendedor Tiago Mattos na qual ele analisava o novo paradigma de trabalho como ‘não linear, flexível, conectado, multidisciplinar e exponencialmente imprevisível’. Não tem como negar que o mercado está modificando, principalmente, a nossa relação com esse próprio mercado de trabalho. Somos multidisciplinares e encontramos paixões em atividades diferentes. Poucos (para não dizer ninguém) são felizes fazendo apenas uma coisa a vida toda. Devemos criar conexões diferentes e interligá-las com o nosso propósito, mantendo a roda gigante da vida sempre em movimento.

Imagem: Ian Schneider por Unsplash.

Nathália Corrêa é bacharel em Comunicação Social pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e tem MBA em Marketing Digital. Atua na gerência de marketing e mídias sociais.

Uma resposta para “PAPO DE TERÇA – Segure firme na montanha russa do mercado de trabalho. Por Nathália Corrêa.”

  1. Mariana Virgílio disse:

    É exatamente isso, Nath. Em Grey’s Anatomy tem uma passagem que diz “o carrossel nunca para de girar”. E eu completo que a roda gigante também não, as vezes a gente tá embaixo e às vezes no alto. Basta saber entender a fase ou trocar de brinquedo.

    Belo texto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *