PAPO DE TERÇA - Marketing de conteúdo: planejar para criar valor. Por Nathália Corrêa.

Share Button

Qualquer pessoa é planejadora, mesmo aquelas que odeiam fazer planos ou seguir roteiros. Você pode planejar mentalmente o que vai comprar no supermercado, por exemplo, ou pesquisar o caminho mais rápido para chegar em determinado lugar. Antes de realizar uma ação, pensamos estrategicamente na melhor maneira de executá-la, não é?

A proposta do marketing de conteúdo é tornar a comunicação mais assertiva e segmentada, comunicando exatamente o que o público de determinada marca deseja ver, sem aquela abordagem agressiva de vendas. Mas, como descobrir qual o melhor conteúdo?

Para responder essa pergunta, relembro um trecho do livro de Jon Steel, em que o autor narra um diálogo com um caçador de porcos. ‘Se você vai aprender a caçar porcos selvagens, a primeira coisa que deve fazer é aprender como ser um porco. Você tem de pensar como eles pensam, se mover como eles se movem e desenvolver os mesmos instintos de segurança e de perigo. E complementou contando como se aproximava, às vezes, demorando horas, numa ocasião aguardando por dois dias inteiros, não exatamente o momento perfeito de atacar o porco, mas sim o momento perfeito de fazer o porco atacá-lo’.

A analogia pode ser aplicada na estratégia de conteúdo: você precisa se colocar no lugar da sua persona, pesquisar, observar, entender os hábitos de consumo, compreender as necessidades para perceber como seu produto ou serviço pode atender a esses anseios. E, assim, fazer com que a sua audiência se interesse e procure pelo conteúdo produzido pela sua marca.

A facilidade de acesso a ferramentas como o Facebook Business faz com que as pessoas confundam planejar conteúdo com publicar conteúdo. Quando o profissional apenas executa ou gera conteúdo sem seguir uma estratégia determinada, mensurar e alcançar os objetivos torna-se algo muito mais complexo. A partir do momento que não existiu um plano a ser seguido, a compreensão do que deu certo e do que ainda precisa melhorar fica muito mais difícil.

Para auxiliar na construção do planejamento de marketing de conteúdo, você pode seguir as seguintes etapas:

#ETAPA 1: Conhecer os objetivos do seu cliente.

#ETAPA 2: Traçar metas para serem conquistadas.

#ETAPA 3: Criar personas.

#ETAPA 4: Estar sempre próximo do seu cliente, pois a rotina dele pode tornar sua estratégia de marketing de conteúdo mais assertiva.

#ETAPA 5: Definir o discurso que será adotado (a voz da marca) ao ‘contar a história’ da marca através do conteúdo.

#ETAPA 6: Montar um calendário editorial para auxiliar a rotina. Um bom calendário possui os seguintes objetivos: mapear a produção de conteúdo para as personas, controlar o que está sendo publicado, com base na estratégia de conteúdo desenvolvida, auxiliar em qual canal será divulgado e as datas para a publicação.

O planejamento é uma atividade mais voltada para o estudo do comportamento do consumidor do que para atender às expectativas do seu cliente. O planejador precisa adotar um perfil observador, analista e questionador da maneira em que o produto ou serviço é consumido para que possam ser pensadas novas abordagens ou propostas que atendam a carência do público. Por essa razão, o planejamento é uma fase estratégica que terá seus resultados mensurados posteriormente para que o que não funcionou como deveria possa ser reajustado com mais assertividade.

Imagem: Estée Janssens

Nathália Corrêa é bacharel em Comunicação Social pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e tem MBA em Marketing Digital. Atua na gerência de marketing e mídias sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *