PAPO DE TERÇA - Erro de segmentação de público? Entenda por que perfis russos visualizam seu 'story' no Instagram. Por Nathália Corrêa.

Share Button

O Instagram Story foi lançado em 2016, após o aplicativo Snapchat ter obtido sucesso com a mesma proposta de compartilhar fotos ou vídeos de atividades executadas no momento e que ficam acessíveis por apenas 24 horas. De lá p’ra cá, a rede social de fotos só aperfeiçoou a ferramenta, implementando vários recursos como Boomerang, SuperZoom, Gifs, filtros criativos para fotos e vídeos, transmissão ao vivo, interação por enquetes ou perguntas, inclusão de música e até a opção de criar conteúdos apenas para ‘melhores amigos’, através de uma lista seletiva de usuários, podendo ser personalizada a qualquer momento.

Para aproveitar a novidade e manter o engajamento com seu público, as marcas embarcaram rapidamente nessa ferramenta. Além da criação de story com conteúdo orgânico, a rede social também permite os anúncios pagos. Até aqui, tudo normal. Nós, usuários do Instagram, nos ‘acostumamos’ com o aparecimento de um story patrocinado no meio da visualização de stories dos nossos seguidores. E dá p’ra identificar de cara, né? O que está deixando todo mundo com a pulga atrás da orelha é a quantidade de perfis russos visualizando nossos conteúdos.

Como as redes sociais massageiam muito o ego, a cada postagem (seja story ou feed), o usuário quer saber quem está acompanhando suas atividades. Por isso, é comum que ao postar algo no story, minutos depois, a pessoa verifique quais perfis visualizaram. Essa atividade está virando uma oportunidade para marcas.

O blog do portal da Uol trouxe uma explicação para os views de perfis russos: agências de marketing digital da Rússia estão vendendo pacote de visualizações em massa nos stories de pessoas alheias e direcionando para o público brasileiro. Esse fenômeno também ficou famoso na Rússia e ganhou o nome de masslooking.

Ainda de acordo com o Uol, essas agências utilizam uma ferramenta de automação conectada ao Instagram em que um único perfil consegue assistir aproximadamente 80 mil stories por dia e cobram em média menos de 1 centavo de dólar por story visualizado. Um alto alcance por um preço super-baixo. Mas, e a assertividade? Será que não erraram na segmentação do público? A estratégia é a seguinte: um digital influencer ou empresa que tenha a ver com seu interesse visualiza seus stories para despertar a sua curiosidade em clicar no perfil, podendo se interessar pelo conteúdo da marca ou figura pública e se tornar um seguidor. Quem é usuário antigo do Instagram deve se lembrar da famosa #sdv (segue de volta) em que perfis estranhos comentavam na sua foto, utilizando essa hashtag com o objetivo de conquistar novos seguidores. Agora, essa abordagem migrou para o story.

Como proteger seu story dos perfis russos?

Você pode bloquear esses perfis, mas, de acordo com o seu interesse ou o banco de dados em que foi inserido, podem surgir novos spams visualizando seu perfil. A alternativa é possuir um perfil privado ou criar stories apenas para a lista de melhores amigos.

Há boatos de que algumas marcas nacionais já estão começando a testar essa estratégia de marketing digital. Conta p’ra mim: você acha invasivo ou um jeito sutil de abordagem?

Imagem: Jakob Owens por Unsplash

Nathália Corrêa é bacharel em Comunicação Social pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e tem MBA em Marketing Digital. Atua na gerência de marketing e mídias sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *