OBSERVE-SE - Artesanias da alma. Por Mariana Vieira.

Share Button

Aprendi com os bordados que a costura do tempo é exigente.

Ponto a ponto, o fio invade o tecido, revelando as imagens subjacentes às memórias das suas tramas.

O linho vital não aceita arremedos.

Haverá momentos em que terá de se desfazer de todo alinhavo, sem reclamos, para que uma nova mensagem se revele.

É esperar que o linho não a rejeite, como a mãe que segrega o filhote desgarrado da matilha

E que o ponto e a linha dancem sob a mística dos contornos desse imenso bastidor divinatório.

Mariana Vieira é escritora, poeta, artista plástica e advogada. Formou-se em Direito pela Universidade Federal Fluminense (UFF), atuando notadamente na defesa dos Direitos da Mulher. É autora do livro ‘Sinto muito, eu te amo – a poética dos afetos’, pela Autografia Editora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *