Novo mundo, novo normal? Por Rebecca Lyrio.

Share Button

Sempre fui o tipo de pessoa atenta ao que estava ao meu redor. Pode parecer óbvio, mas com o tempo e as responsabilidades que se acumulam, não nos damos conta de que o tempo é a nossa maior commodity e, sem perceber, acabamos deixando a correria dos dias nos engolir. Quem me acompanha em aulas, palestras ou num papo despretensioso, já me ouviu questionar: ‘Sempre dizemos que estamos correndo, mas estamos correndo para onde e por que?’. E foi este pensamento que me colocou de maneira ativa a rever muitas coisas, desde amizades até atividades cotidianas e marcas que consumo.

Há muito por trás daquilo que compramos. O nosso ato de consumo é um ato político e de consciência. Por trás do que vestimos, escutamos, divulgamos e apoiamos existe a validação do nosso modo de existir nesse mundo. E neste cenário, venho entendendo que isolamento nos faz este convite à reflexão: já se fala sobre um novo normal. Mas que normal seria esse?

O distanciamento social vem transformando o mundo inteiro e foi preciso uma pandemia para que pudéssemos nos afastar do que não acreditamos e nos aproximarmos, como humanidade, do que pode realmente fazer sentido – principalmente dentro de nós mesmos.

E nesse processo, ressignificar as tarefas do dia a dia ganhou força. Para quem sempre encontrou no trabalho mais do que uma forma de sobrevivência, mas uma maneira de existir, uma realização pessoal com sentido como eu, observar o que faz parte da rotina ganhou ainda mais protagonismo. Por ser estrategista digital, todo o universo da comunicação faz parte da minha rotina: observar e entender como as marcas se posicionam, como os valores humanos e sociais são exaltados, se há uma preocupação com a inclusão de pontos ideológicos… há tanto a se ver e analisar. E, mais do que nunca, é preciso se adaptar ao novo que vem surgindo. Ainda estamos no caos, muitas perdas emocionais, dores que talvez nunca se curem, e tudo isso vem trazendo mudanças comportamentais no nosso modo on-life de seguir, que vão muito além do medo de não saber como lidar com os desafios.

Estamos mais conectados do que nunca, nossa maneira de consumir mudou, o que consumimos ganhou novas prioridades. Uma softskill muito falada ganhou ainda mais protagonismo: gestão de tempo! São tantas coisas a mudar, gerir e perceber.

E com um consumidor mais atento a estes pontos, a tecnologia tem ganhado ainda mais protagonismo e percebo marcas num grande esforço de tentar se conectar com as pessoas, indo além do consumo, mas buscando entregar conectividade afetiva e com propósito além de seus produtos, o que inclui estarem tendo que se reinventar para não fecharem as suas portas. Ir além do serviço que oferecem e ser útil na prática, para ajudar tantas e tantas pessoas que não possuem o privilégio de poder exercer um homeoffice, é uma maneira de se posicionar diante de tudo isso.

As redes sociais atingem picos absurdos de consumo e os influenciadores e produtores de contéudo não ficam de fora, estão tendo que rever seus conteúdos e posicionamento. Isolados em casa, o glamour das viagens e dos recebidos não estão mais coexistindo e, claramente, as verdadeiras faces vão se mostrando. Percebo, neste ponto, uma oportunidade de valorização dos conteúdos úteis, acolhedores, reais. A vida através dos filtros e efeitos deu lugar ao estar em casa. Estar na sua casa: dentro de você – e essa tarefa não é fácil! – E os influenciadores e marcas que estão atentos a isso tem identificado uma grande oportunidade de fazer a diferença no cenário atual.

Ainda é prematuro avaliar os impactos reais disso tudo, mas se há beleza no caos, o meu convite é para o olhar sobre você, rever os hábitos e o que/quem faz parte do mundo que você escolheu para viver. Temos tempo (?), mas não há perder.

Rebecca Lyrio é Estrategista Digital, Master of Business Administration em BIG DATA aplicado ao Marketing (ESPM) , Relações Públicas, Especialista em Marketing e Branding (UNIFACS). Gerente de Digital da Propeg, Sócia da consultoria Hackel, especializada em soluções de educação, inteligência de negócios e tecnologia, Partner Share, empresa com foco em educação, inovação e tecnologia. Atua há 10 anos no mercado publicitário de forma estratégica, é Consultora, Palestrante e Estrategista de Comunicação Digital e Professora Especialista no Núcleo Comunicação e Marketing da Pós Graduação Estácio, UNICEUB, UNIJORGE e UNIFACS.