NOVA COLUNISTA: Chris Santos - A pesquisa em Comunicação além do eixo Rio-São Paulo.

Share Button

Nesta minha primeira coluna no Observatório da Comunicação Institucional, quero dar as boas-vindas aos leitores, leitoras e demais participantes deste canal no qual a análise crítica da comunicação ocupa uma posição central.

Levei algum tempo para definir o tema para esta “estreia” até que resolvi fazer uma homenagem aos pesquisadores na área de Comunicação que realizam seu trabalho e estimulam jovens pelo Brasil, mesmo com os cortes constantes de verbas por parte do Governo Federal, decisões que estão comprometendo toda educação superior e a capacidade de produção brasileira em ciência, inovação, tecnologia, cultura e arte.

Além disso, quando se pensa em pesquisa em Comunicação, muitas vezes pensamos, primeiramente, nas universidades do eixo Rio-São Paulo, onde estão as instituições públicas que ocupam as melhores posições nos rankings internacionais, como a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Por outro lado, a pandemia, ao deslocar os eventos acadêmicos para o ambiente digital, abriu as portas para que pudéssemos conhecer, acompanhar e participar das atividades de instituições de ensino superior de várias regiões brasileiras, construindo uma ponte e viabilizando o contato com diferentes grupos e linhas de pesquisa, sendo o YouTube o principal repositório de todo esse rico conteúdo.

O I Compoas – Seminário de Pesquisa em Comunicação, Política e Amazônia foi um dos eventos que pude assistir, realizado pelo Grupo de Pesquisa Comunicação, Política e Amazônia, do Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Cultura e Amazônia (PPGCOM), da Faculdade de Comunicação (FACOM) da Universidade Federal do Pará (UFPA), que se dedica a investigar, a partir das interfaces entre Comunicação, Relações de Poder e Democracia, fenômenos sociais e políticos contemporâneos que ocorram no contexto amazônico ou incidam sobre ele.

Uma das atividades realizadas neste evento digital foi o lançamento do livro “Comunicação, Gênero e Trabalho Doméstico: das reiterações coloniais à invenção de outros possíveis”, organizado pelas professoras Dra. Danila Cal (UFPA) e Dra. Rosaly Brito (UFPA) – e a cerimônia de abertura com apresentações sobre a pesquisa que deu origem ao livro pode ser vista aqui, e o download desta publicação pode ser realizada gratuitamente.

É evidente que participei de outros eventos on-line neste período e planejo falar deles nesta coluna. Mas, reitero o objetivo deste texto que é o de convidar as pessoas a prestigiaram, cada vez mais, a pesquisa em Comunicação fora do eixo Rio-São Paulo, que superam os desafios da crescente falta de apoio à pesquisa na área de Humanas no Brasil.

Chris Santos é profissional com 30 anos de experiência em agências de comunicação, relações públicas, assessoria de imprensa, eventos e marketing digital. Clientes atendidos: Associação Brasileira das Empresas de Software, Unilever, Avon, Lojas Renner, Karsten, Mahogany, Adcos, entre outras. Graduada em Relações Públicas (1990) e em Ciências Sociais (1997) pela USP, com especialização em Gestão de Processos Comunicacionais (USP), MBA em Gestão de Marcas (Branding), pela Anhembi-Morumbi, e mestre em Comunicação e Política pela UNIP. Tem se dedicado ao estudo de tendências nas áreas de marketing digital, comunicação e política e tecnologias da comunicação e informação.