LITERATURA E SUSTENTABILIDADE - O brilho da coluna dos cristais de quartzo. Por Joema Carvalho.

Share Button

Corre o rio submerso nas veias de um corpo maior. Logo a frente desagua naquele entorno. Escava o relevo gasto, na matemática do tempo em construção e desconstrução onde somos pedras rolantes, sedimentares, sob algo denso.

As rochas nos dizem que o ponto de partida é compacto. Com o tempo, as intempéries nos fazem voar através do vento. Depositamo-nos em platôs baixos. Outro corpo, fluido, bacia de sedimentação, banhado. Quando se permite, buritis e os espinhos dos branquilhos e maricás, as flores das eritrinas, caxeta e o canto das migratórias nos meandros das conexões vivas, guanandis.

Abaixo das nascentes, espeleotemas, condicionados ao gotejamento das paredes ocultas, à sua química e calor. A água desce pela fenda que vem de cima ou emerge debaixo do que já era submerso. Na razão da tensão gera uma gota. Precipita brilhos e cristais sob o sal da terra. A água se esvai. Do encontro dos extremos, uma coluna de quartzo que brilha depois que desgasta. Torre preciosa.

Deus e deusas sussurram o mistério no ouvido dos que estão atentos aos sons do alargamento das fendas, cavernas. Um vazio concreto abaixo dos nossos sentidos. No escuro do centro da terra, nichos que se formam. Cores do feixe de luz que penetra por galerias. Solo laranja, mesclado com rosa onde o marrom se esconde junto do vermelho e deixa de ser visível.

A água cristalina do rio submerso imerge com o movimento do período das águas. Turva e filtra o que é necessário, verde esmeralda, longe dos nossos olhos.

Engolidos no cálice de um cogumelo, passamos e saímos sobre o casco da tartaruga anciã. Compactados pela falta de controle ou excesso da marcação das unidades: tempo e espaço.

A proporção nossa é imperceptível. A fenda aberta forma um coração. Nos destroços encontra-se o conforto. A harmonia da criação.  Equilíbrio. A síntese do incerto em fractais.

Joema Carvalho é engenheira florestal, doutora, perita, sócia-diretora da Elo Soluções Sustentáveis, colunista do Observatório de Comunicação Institucional e do Facetubes.