EMPREENDEDORISMO FEMININO E COMUNICAÇÃO - Storytelling: aprenda como usar de uma vez por todas. Por Alessandra Assumpção.

Share Button

Estamos sempre contando nossas histórias e vendendo nossas ideais… você sabia que isso tem nome hoje?

O Storytelling é uma técnica, nele o contar uma história é o palco central de todo o conteúdo. Toda vez que falamos o famoso ‘era uma vez’ captamos a atenção do outro, de forma que o cérebro é ativado para não desgrudar os olhos e ouvidos da narrativa.

Você pode pensar que não tem uma história de sucesso para contar, mas encontrar a sua voz e falar de forma autêntica sobre sua experiência, pode ser mais fácil do que você imagina.

A emoção

Nós nos identificamos com as histórias de outras pessoas, tudo porque criamos uma sinergia com quem está por trás do negócio ou marca e deixamos nosso lado emocional agir. São despertadas nossas memórias e começamos a nos colocar no lugar do personagem da história que é contada.

Cria a sua linguagem

Não é uma receita que você usa sempre da mesma forma, mas elenquei alguns pontos que sempre que coloco em prática funciona bem, por isso compartilho com vocês:

1. Conte as histórias fazendo uma relação entre ela e a mensagem que você quer transmitir, com a forma que quer apresentar;

2. Crie um ambiente pensando no lugar em que você quer que seu leitor se sinta presente;

3. Tenha um personagem para que ele percorra toda a jornada de transformação com o leitor;

4. Gerencie um conflito, o desafio que você  irá apresentar na sua história e que o personagem vai acompanhar  no decorrer do enredo. Aqui, não crie nada muito simples, porque não desperta interesse. Compartilhe algo e seus desafios de forma que eles sejam superados.

Modelo Pixar de contar histórias

Acho interessante demais o conteúdo que fala das animações em estúdio da Pixar, que encontrei no site da Rock Content.

1º ato: apresentação

Era uma vez…

Somos apresentados aos personagens em seu mundo, com toda a rotina acontecendo normalmente até que…

Temos o evento que anuncia o conflito!

2º ato: a jornada

Por causa do conflito, temos uma série de outros acontecimentos que se tornam obstáculos para o protagonista. E por causa de cada obstáculo, temos um novelo emaranhado até chegar ao conflito final.

Nesta jornada, acompanhamos a transformação do personagem principal, que costuma chegar ao fundo do poço antes de se transformar para, enfim, resolver o conflito.

3º ato: a mudança

Somos reapresentados aos personagens em sua nova rotina, agora transformados pela resolução do conflito.

Com base nessa mudança, a mensagem é transmitida e, assim, emociona e impacta a audiência.

Use a criatividade

Qualquer história que for contar não precisa ser real, você pode imaginar e contar usando a criatividade. Lembre-se de dizer que não é real ou que é seu sonho.

Busque sempre ser sincera com você e com seu negócio. Dessa forma, você conseguirá escrever conteúdos de maneira genuína e ao mesmo tempo persuasiva.

Alessandra Assumpção é founder da Madame Conteúdo, uma empresa de produção de conteúdos, consultoria, mentoria e workshops de marketing de conteúdo, para criação de textos criativos, autênticos e persuasivos. Apaixonada pelas palavras, é jornalista e copywriter que está em constante busca de inovação e da utilização das palavras que expressem a melhor comunicação de forma genuína e poderosa.
Para saber mais sobre o seu trabalho, acesse: www.madameconteudo.com.br ou @madameconteudo ou https://www.linkedin.com/in/alessandraassumpcaomkt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *