EFEITO RP - Eu vejo comunicação até onde não tem. Por Bárbara Calixto.

Share Button

Quantas conversas que nós temos com amigos, familiares e colegas de trabalho, que nos despertam um ensinamento?

Sempre acontece algo nesse sentido comigo e fico pensando em como pequenas atitudes e ações impactam na vida das pessoas.

Outro dia, em uma conversa com a minha mãe, eu falei sobre uma música que aprendi na infância, em um grupo de recreação, e quem me ensinou foi o atual professor de pilates dela. Uma coisa tão simples e singela, com uma pessoa que tive contato por poucos dias, mas ficou gravada em mim até hoje.

Parece cena de filme, quando mostra um adulto passando algum ensinamento para uma criança. Mas a verdade é que tudo comunica, impacta e ressoa de alguma forma.

A canção que eu aprendi me marcou de uma forma positiva e sempre me traz boas lembranças. Mas, outras coisas que vivemos e comportamentos que presenciamos podem ressoar de outra maneira, como, por exemplo, assumir um compromisso e não cumpri-lo, deixa uma percepção negativa.

Para mim, o que é dito e o que não é, o que é escrito, o que é cantado, o que é visual, o que chega na hora, o que atrasa… tudo comunica, impacta e posiciona. E aquelas frases de “ah… aquela pessoa é enrolada, não dá pra contar com ela”; “aquele equipamento é bom, tem qualidade, mas o atendimento que a empresa fornece não vale a pena”; “se prepare, se você está achando que vai terminar o projeto em uma semana, pode adicionar mais três, porque até aquela pessoa te responder vai demorar”.

Isso acontece em todos os lugares, com todas as pessoas e, especialmente, nas empresas.

Podemos falar de imagem e reputação, em governança e tantas outras coisas que ajudam na composição da qualidade dos produtos e serviços. Mas a composição maior, ao meu ver, é a gestão de marca, mais conhecida como branding.

Gosto muito de pensar nos termos de branding, em tudo o que envolve: são imagens e vídeos, cores e elementos gráficos, formas de conversar, discurso, tom e voz, comportamentos para aplicar no dia a dia e tantos outros atributos que auxiliam na composição para proporcionar maior elasticidade e aplicação da marca, com o objetivo de impactar o público-alvo.

Tudo e todos os pontos de contato comunicam, desde uma experiência que a pessoa terá no atendimento, passando pela utilização do produto, até uma imagem que ela pode ver nas redes sociais ou outdoor. Existe uma simbologia em todas as coisas e elas podem ser utilizadas para promover o reforço e presença da marca da sua empresa, para causar uma lembrança forte e positiva, assim como eu me recordo da música na minha infância. E se não for da sua empresa, a sua própria marca.

Quando comecei a me aprofundar em branding, achei que todos esses tópicos fossem inerentes e da própria rotina das empresas. Mas na verdade não é. Nos processos do dia a dia, quando não há um acompanhamento constante e um olhar aprofundado para as nuances da marca, para a defesa do comportamento e posicionamento em cada canal ou situação, isso se perde, se mistura com percepções pessoais e passa a seguir por caminhos distintos. É comum vermos empresas que externalizam uma visão e um comportamento, mas que quando se entra em algum ponto de contato a sensação e o sentimento é outro.

A comunicação está em tudo e o branding também, porque ele se manifesta em tudo ao redor. Se é um comportamento dentro da empresa, os colaboradores sentirão se isso está de acordo com o que é proferido ou não e serão os primeiros a falar bem ou mal do que aconteceu.

O mesmo acontece em todos os demais canais, de contato com stakeholders até a elaboração de uma campanha de final de ano, por exemplo. Todas as decisões estratégicas precisam seguir o direcionamento e identidade da marca, pois só assim é possível assegurar que a comunicação esteja mais alinhada aos princípios da empresa.

Eu vejo comunicação e oportunidade para fazê-la em tudo. E você, o que vê? Qual o comportamento da sua empresa? As pessoas conseguem enxergar isso e aplicá-lo, quando vão falar pela empresa?

Bárbara Calixto é graduada em Relações Públicas pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e possui MBA em Marketing pela USP/Esalq. Atualmente, desempenha a função de Analista de Marketing em uma Govtech (Portabilis) e já trabalhou em agências de comunicação, no segmento varejista e indústrias. Além disso, é uma pessoa que ama cozinhar, apreciar a natureza e está sempre disponível para uma boa conversa.