BRANDED CONTENT - 09 exemplos para entender o que é​ e como usá-lo a favor da marca.

Share Button

Branded Content tornou-se uma estratégia importante para as marcas que precisam, cada dia mais, capturar o interesse dos clientes e ​leads (potenciais clientes) que, no mundo digital, escolhem para quais veículos e canais querem entregar sua audiência e atenção.

Diferentemente da publicidade pensada para meios como a TV e o rádio, que oferecem poucos segundos para que o produto seja apresentado e para que o cliente seja estimulado à compra, a internet abre um outro leque de possibilidades, onde o espectador não precisa mais ter que aguardar pelo fim do bloco comercial para assistir o que realmente deseja, mas pode optar por ver apenas o que quer em múltiplos canais. Dessa forma, o tempo dedicado aos anúncios precisa ser algo atraente, que também entretenha, informe, divirta.

Pensando nisso, as marcas passaram a investir em conteúdos exclusivos que, longe de ter ‘cara de comercial’, entregam ao espectador mais um conceito do que um produto. O ​branded content veio para reforçar o sentimento do público com relação à marca: como esta marca se posiciona no mercado, quais os valores que ela dissemina, quais as especificidades pelas quais quer se tornar conhecida.

Vejamos alguns exemplos de ​branded content que foram bem sucedidos em conectar o interesse do público à marca:

Red Bull, ao representar o desejo de qualquer passageiro atrasado para o voo:

https://www.youtube.com/watch?v=Mv7J2CLBYBk

Dove, que não promete milagres de beleza, mas incentiva o amor próprio:

https://www.youtube.com/watch?v=XpaOjMXyJGk&feature=youtu.be

Always, que empodera o feminino através do conceito #likeagirl:

https://www.youtube.com/watch?v=XjJQBjWYDTs&feature=youtu.be

Itaú, que repagina o clássico motivacional de fim de ano:

https://www.youtube.com/watch?v=RNLyQjBhwpk

Honda, e o clipe do OK GO que sequer cita a marca que produz os monociclos:

https://www.youtube.com/watch?v=u1ZB_rGFyeU&feature=youtu.be

Oral B, e seu comercial divertido com Rodrigo Faro, nome forte na publicidade:

https://www.youtube.com/watch?v=Z9K1Pz7cI5c

BMW, no megalomaníaco driftmob rodado na Cidade do Cabo:

https://www.youtube.com/watch?v=vz2rAgXjkCA

Gatorade, e a animação sobre a vida de Usain Bolt:

https://www.youtube.com/watch?v=qtujkNnCYCc

Coca-Cola Brasil, que valoriza o poder de escolha do cliente:

https://www.youtube.com/watch?v=_tVCthKSqaA

Mas o que estas marcas fazem para converter vendas com o ​branded content?

A resposta é simples: diretamente, nada. Isso porque um ​branded content bem feito não vai se preocupar, em um primeiro momento, em aumentar as vendas. O que ele faz é conquistar a admiração do espectador e construir laços ou, em outras palavras, incentivar o chamado ​brand love.

Red Bull é um caso clássico de como uma marca conseguiu se consolidar através de uma imagem: hoje ela é conhecida por ser especialista e incentivadora de esportes de aventura. O conteúdo que ela gera não vai dizer, necessariamente, ‘Beba Red Bull’. Mas, sim, vai dizer: se você quiser praticar esportes diferentes, fazer coisas grandiosas ou quebrar recordes, conte com a gente.

Então, o que o ​branded content faz é gerar interesse com conteúdo de relevância, tal que extrapole o mundo da publicidade e invada o mundo do entretenimento, apresentando peças pelas quais, idealmente, o espectador realize uma busca ativa, comente a respeito, e ajude a viralizar, dessa forma fazendo com que a marca se torne referência no tema que aborda, criando ​brand equity (o valor intangível da marca) e ​brand love.

Assim, o público associará a marca a valores de maneira involuntária e automática. Mais do que gerar vendas pontuais, o ​branded content fideliza o cliente.

Agora que você já sabe o que o ​branded content faz, no próximo texto trataremos da diferença entre marketing de conteúdo e ​branded content. E porque eles precisam trabalhar juntos.

FONTES:

http://www.postdigital.cc/blog/artigo/o-que-e-branded-content

https://markeninja.com.br/entenda-o-que-e-branded-content-3/

https://agenciainsideout.com/entenda-o-que-e-branded-content/

https://rockcontent.com/blog/o-que-e-branded-content/

https://br.sharpspring.com/branded-content/

https://viverdeblog.com/branded-content/

Suellen Amorim é jornalista pela UFOP e produtora audiovisual pela Universidade da Coruña, Espanha. Trabalhou em alguns jornais, como O Estado de S. Paulo, e atualmente é produtora para o canal Final Level do Youtube, de entretenimento infanto-juvenil, lançado em agosto de 2018 e que conta com mais de 3 milhões de inscritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *