ACordaCultura - Qual manifestação, senão a arte, para unir os pontos e realinhar essa trama? Por Dany Lima.

Share Button

É sobre essa malha social – já desgastada, furada e desfiada -, que toda a sociedade mundial se vê, dilacerada: deixando uma versão de nós para trás e reformando nossos projetos e o nosso ‘ser’ (e estar). Uma sociedade que precisou (e precisa, principalmente nos territórios marginalizados) aprender práticas mais frequentes de higienização e contentar-se em abastecer-se de imagens, de textos e de vozes por meio das tecnologias de comunicação digitais.

Leia a íntegra.

Sou Daniela Lima, estudei Comunicação Social com ênfase em Publicidade e Propaganda (Newton Paiva) e fiz o curso de Especialização Lato Sensu na UFMG ‘Processos Comunicativos e Dispositivos Midiáticos’. Formei-me no curso técnico de Dança pela Fundação Clóvis Salgado, hoje CEFART e, desde 2004, atuo como colaboradora ou educadora em projetos sociais. Sou professora de ballet e ensaiadora, designer gráfica, e atendo profissionais autônomos e microempresas prestando serviços de marketing digital. Tenho afinidade com temas ligados à infância, artes em geral, meio ambiente, branding, semiótica, desenvolvimento humano, filosofia e com atividades corporais como dança contemporânea, GDS, iyengar yoga e pilates.