CARREIRA EM ALTA PERFORMANCE - 8 Passos para tornar-se um líder servidor de sucesso.

Share Button

Independentemente de qual seja sua crença, acredito que a afirmação a seguir seja de consenso geral: Jesus Cristo foi um dos maiores líderes que já existiu. Ele foi o primeiro a nos ensinar que o segredo para se tornar um grande líder está em servir ao próximo. Então eu pergunto a você, líder atual, que certamente almeja o sucesso em sua carreira: – Você se considera um líder que serve à sua equipe?

A premissa para aderir a este estilo de liderança está em tirar o foco do ‘eu’ e preocupar-se com as necessidades dos colaboradores. O influente psiquiatra Karl Augustus Menninger, quando questionado sobre o que recomendaria à uma pessoa prestes a ter um ‘colapso nervoso’, respondeu algo bastante curioso: ‘Tranque sua casa, vá para a parte mais pobre da cidade e faça alguma coisa para ajudar as pessoas necessitadas’.

Não há bem maior ao ser humano do que servir ao próximo, e este fator não poderia ser diferente tratando-se do mundo empresarial. Então pergunte a si mesmo: – Estou interessado em ajudar meus liderados a crescerem e se tornarem o melhor que podem ser? Estou à disposição dos outros mesmo quando não sinto vontade? Procuro o bem maior das pessoas que lidero?

James C. Hunter, autor do livro ‘O Monge e o Executivo’ explica, inclusive, sobre a importância do amor atrelado à liderança, já que amar alguém consiste em ajudar a pessoa a tornar-se melhor, e essa é uma das principais características da liderança servidora.

Ainda de acordo com Hunter, há 8 princípios básicos que um líder servidor deve assumir para obter sucesso em sua carreira profissional. Então, amigo leitor, se você deseja aprimorar suas características ou assumir um cargo de liderança futuramente, não deixe de acompanhar este artigo até o final:

1. Liderança requer paciência

Ter paciência é, acima de tudo, saber controlar os próprios impulsos. Um líder servidor é considerado efetivo quando possui autocontrole e faz com que essa característica seja refletida para sua equipe com atitudes consistentes. É natural sentir raiva ou frustração em alguns momentos, mas agir movido por estes sentimentos pode ser impróprio e prejudicial aos relacionamentos, portanto esses fatores devem ser controlados sempre que possível.

2. Gentileza gera gentileza

Gentileza, de acordo com o dicionário, é uma ação nobre, distinta e amável. O líder que trabalha essa característica demonstra interesse por seus liderados, mesmo que não haja qualquer tipo de afeição. Isso pode envolver pequenas manifestações de apreciação e encorajamento, pois dessa forma é possível construir relacionamentos saudáveis e da maneira considerada mais adequada. Os líderes servidores possuem a habilidade de pressionar sua equipe e, ao mesmo tempo, estimular para que ela aumente sua performance. Este princípio consiste em motivar os colaboradores a participarem das decisões e partilharem seus conhecimentos de forma constante. Pequenos gestos como dizer ‘por favor’ ou ‘me desculpe, eu estava enganado’ podem surtir efeitos bastante positivos e manter os liderados mais engajados aos valores da organização.

3. Seja um líder humilde

‘A humildade é a única base sólida de todas as virtudes’. Confúcio.

Humildade é uma característica fundamental para qualquer ser humano, pois demonstra a ausência de orgulho e arrogância, dois comportamentos extremamente prejudiciais na vida e, consequentemente, nas organizações. Quando um líder age com humildade perante sua equipe, faz com que os colaboradores sintam-se a vontade e entendam que nem mesmo ele possui respostas para todas as perguntas e aceitam isso com naturalidade. Tal característica é crucial para o líder servidor, pois ele não enxerga que seu cargo o torna superior do restante e entende que é igual a todos os outros. Particularmente, considero essa questão como o grande diferencial do líder tradicional e autoritário, que utiliza seu ‘poder’ para agir, muitas vezes, de maneira egoísta.

4. O respeito é crucial

O filósofo Albert Schweitzer disse certa vez: ‘Quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da Criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar seu semelhante’. Todo e qualquer relacionamento deve ser tratado com respeito. Uma maneira bastante eficaz para os líderes servidores demonstrarem respeito às habilidades e capacidades de seus liderados é por meio da delegação de responsabilidades, pois dessa forma irá incentivá-los a se desenvolverem profissionalmente e, consequentemente, a crescerem dentro da organização. Delegar responsabilidades é a melhor forma de demonstrar confiança e funciona como uma via de mão dupla. Mas lembre-se que respeito não é uma característica adquirida ao assumir um cargo de liderança, ela deve ser conquistada aos poucos, de modo constante e diário.

5. Liderança requer altruísmo

Ser altruísta é compreender as necessidades do próximo e atendê-las quando possível. Quando um indivíduo decide tornar-se líder, assume desde então um compromisso com essa função. Para que esse desejo seja alcançado com êxito, é necessário alimentar a vontade de sacrificar-se pela equipe e, muitas vezes, abrir mão dos próprios anseios para o bem maior. Este é o verdadeiro princípio do líder servidor. Mas lembre-se que atender à necessidade do próximo implica em mudar e melhorar a si mesmo. É como disse o grande escritor Tolstoi: ‘Todos querem mudar o mundo, mas ninguém quer mudar a si mesmo’.

6. Aprenda a perdoar

Mesmo que você seja considerado o exemplo de liderança, não tem como fugir deste cenário! Em algum momento as pessoas cometerão erros e você se sentirá decepcionado. Isso é natural do ser humano. Portanto, é de extrema importância aprender a perdoar e deixar para lá o ressentimento (quando cabível, é claro). Aconselho que você procure aceitar as limitações da equipe e tolerar algumas imperfeições. Essa qualidade deve ser desenvolvida com o tempo e, já adianto, exige bastante maturidade, pois nem sempre é fácil perdoar quando os sentimentos são atingidos.

7. Atue com honestidade

O líder servidor deve, além de assumir uma postura honesta, exigir o mesmo dos integrantes de sua equipe, de modo a evitar as conhecidas ‘panelinhas’. É importante evitar qualquer tipo de comportamento desleal, e isso deve ser feito por meio de uma comunicação aberta e constante. Uma tática usada pelos líderes de sucesso é utilizar uma comunicação afirmativa, aquela que não hesita em dizer a verdade, seja para boas ou más notícias. Muitas vezes essa postura pode ser considerada como agressiva por algumas pessoas, portanto é importante que ela seja feita sempre de maneira respeitosa.

8. Seja fiel aos compromissos

‘Comprometimento individual a um esforço conjunto – isso é o que faz um time funcionar, uma empresa funcionar, uma sociedade funcionar, uma civilização funcionar’. Vince Lombardi.

Os melhores líderes servidores são fies às suas escolhas, ou seja, cumprem com os compromissos que assumem perante a equipe e a organização. Afinal, de que forma é possível exigir o melhor de sua equipe quando você mesmo não assume os próprios compromissos? Comprometimento exige uma relação clara e leal com os colaboradores, especialmente quando são encontradas falhas em algum momento do projeto. É necessário coragem para fazer aquilo que é realmente certo, mesmo que isso o torne impopular. Muitas vezes não é uma tarefa fácil, pois é necessário separar aquilo que sente pelo indivíduo e concentrar-se no que será melhor para a equipe e para a organização como um todo.

Marcelo Simonato é um executivo, escritor e palestrante especialista em desenvolvimento profissional e alta performance. Mais informações, acesse: www.marcelosimonato.com | E-mail: contato@marcelosimonato.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *