Transparência? Ora, a transparência...

Share Button

verre

Há uma regra simples, básica, “número zero”, quando se trata de administração pública: transparência da agenda diária, temas a tratar, participantes e, finalmente, um resumo dos resultados gerais de cada encontro.

A sociedade tem o direito de saber quem é recebido em audiência e para quê. Enfim, o público tem o direito de saber como é gasto o tempo de parlamentares, juízes e membros do executivo – em todas as esferas!

Tal mandamento, de 2013, tem sido largamente descumprido.

Leia a íntegra da matéria de Simone Iglesias e Danilo Fariello, publicada n’O Globo (P. 4) de 20/02/2015 – http://oglobo.globo.com/brasil/omitir-encontros-nas-agendas-publicas-vira-pratica-entre-ministros-15386723

Uma resposta para “Transparência? Ora, a transparência…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *