Relações Públicas ao contrário: The Voice... como uma onda no mar.

Share Button

images

O episódio da “auto-entrevista” envolvendo Lulu Cantos e o jornal Diário Catarinense (DC) não parece, mas é mais um capítulo do “jornalismo de assessoria”, ou “jornalismo de notas” a que este OCI já fez menção, no passado. Só que com cores diferenciadas… Agora, a preguiça da imprensa e o império das assessorias… “de imprensa”… chegou a um ponto de exaustão total da razão de ser da mediação – função precípua da tal da mídia, de massa ou não: esquece-se, não só o veículo (empresa jornalística), e o meio (imprensa escrita/digital), mas também o profissional da notícia (o/a jornalista).

O que será que quer o mega-hiper-super-ultra-blaster-pop-star? A onipotência. Só isso. Veja a matéria de Regis Tadeu, publicada em 06/10/2015 pelo Yahoo! Notícias.

LINK – https://br.noticias.yahoo.com/blogs/mira-regis/autoentrevista-de-lulu-santos-%C3%A9-apenas-a-ponta-203740921.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *