Rádio Morabeza, de Cabo Verde, entrevista Manoel Marcondes Neto sobre tragédia do Museu Nacional.

Share Button

‘Houve uma continuidade de uma política de baixíssimo investimento, baixíssimo cuidado, como todos os jornais publicaram, a crônica de uma tragédia anunciada. Então é uma coisa que tem no foco central a gestão. Não é a política, a economia, a história nem é o desastre imprevisto, o foco central, na minha opinião, é gestão’.

LINK – https://expressodasilhas.cv/mundo/2018/09/06/o-brasileiro-criou-uma-cultura-de-esperar-do-estado/59927