Facebook na berlinda.

Share Button

Deu hoje no Valor Econômico (P. B-1 – caderno Empresas):

Diretrizes do Facebook, usadas para decidir o que os 2 bilhões de usuários da rede social podem ou não publicar em suas páginas, foram reveladas neste domingo pelo jornal britânico “The Guardian”.

A publicação afirma ter tido acesso aos manuais internos distribuídos para os moderadores e que o material oferece uma visão das regras em que o Facebook se baseia para mediar manifestações de temas como violência, discurso de ódio, terrorismo, pornografia, racismo, autoflagelação e canibalismo.

De acordo com a reportagem, moderadores demonstram preocupação com a inconsistência de certos pontos da política. Entre as diretrizes indicadas nos manuais, devem ser deletados os comentários que remetem a ameaças de morte ao presidente dos EUA, Donald Trump. Como chefe de Estado, ele está em uma categoria protegida.

Por outro lado, vídeos de mortes violentas, embora assinalados como preocupantes, nem sempre precisam ser excluídos porque, em tese, poderiam ajudar na conscientização sobre doenças mentais e autoflagelação.

As informações são da Folhapress.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *