DE PORTUGAL PARA O MUNDO - O secreto mundo dos algoritmos do Facebook.

Share Button

Deu em 01/04/2019 no jornal Público de Portugal, na matéria de Karla Pequenino:

Uma revelação da principal rede social sobre as exposições nos feeds.

Nova funcionalidade do Facebook permite que os usuários possam compreender mais detalhes sobre o porquê estão sendo exibidas determinadas postagens em seu feed.

LINK – https://www.publico.pt/2019/04/01/tecnologia/noticia/facebook-explica-utilizadores-veem-diferentes-publicacoes-1867558

COMENTÁRIO

A notícia lançada pelo Facebook em 1º. de abril, não é uma mentira, acredite!

Sim, um dos grandes enigmas da rede social mais acessada no mundo será revelado. Quais são as publicações que mais aparecem? A dos seus amigos? Ou anúncios e campanhas de empresas? O Facebook liberará para seus usuários uma análise e definição das prioridades dos algoritmos das postagens, ou seja, através a revelação da funcionalidade – Por que é que vejo esta publicação? -, colocada em cada post através do ícone de três pontos no lado direito, o consumidor terá acesso à origem da publicação (se ela é compartilhada por um amigo, ou se parte de um grupo a quem pertence ou de uma página que segue); também será possível ver as informações que ordenam as publicações no feed, como número de seguidores, compartilhamentos com grande engajamento; tudo isso tem o objetivo de mostrar o porquê cada post estará posicionado naquele local. Da mesma forma terá a função para publicidade – Porque vejo este anúncio? -, quando houver o lançamento da sua atualização, o usuário poderá saber como a empresa anunciante detém as suas informações – seja através de e-mail, telefone ou outro meio.

Se o usuário será capaz de definir quais as empresas que ele quer ver com prioridade em seu feed, como ficarão os trabalhos de tantos marketers no meio online? Como uma empresa será capaz de posicionar-se diante desse poder entregue ao consumidor? Como uma marca trabalhará suas ferramentas de comunicação? Não tenho dúvidas que tais perguntas serão essenciais para a formatação do novos planejamentos de marketing digital. Para respondê-las as marcas precisarão distanciar-se cada vez mais das ferramentas padronizadas que estavam construindo na rede social. Ser efetivo na comunicação é sensibilizar um consumidor e fazer com que ele coloque o seu anúncio como prioridade, e isso só será possível se o mesmo encontrar relevância na marca e no conteúdo. Se ele sentir que você, como marca, é capaz de acrescentar valor a sua vida. É preciso perceber que estamos lidando com um consumidor com maior poder de seleção e personalização dos conteúdos e marcas que quer consumir. Ser uma marca hoje, é compreender que – para ter sucesso -, não basta somente investir milhões de reais, euros ou dólares; você precisa, acima de tudo, buscar a amizade e fidelidade do seu cliente.

Caroline Kalil Reimann é publicitária com especialização em Comunicação Corporativa pela ESPM-Sul e mestranda em Marketing pela Universidade de Coimbra, Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *