DE PORTUGAL PARA O MUNDO - Atitudes no Brasil, reflexos nos imigrantes em Portugal.

Share Button

Deu em 09/04/2019 no Jornal Expresso de Portugal, na matéria de Lusa:

Com cem dias no poder, presença de Bolsonaro reflete-se na elevada onda migratória.

Reflexos da política brasileira revelam uma forte imigração para Portugal, com diferentes grupos de pessoas, mas com um mesmo objetivo, uma oportunidade de ter mais qualidade de vida.

LINK – https://expresso.pt/internacional/2019-04-09-Ha-cada-vez-mais-brasileiros-a-chegar-a-Portugal?fbclid=IwAR018PJcKDepE7BvQxPm0vsdHfEuiiXUknMCn5Qo9NRWQYDjGV0eWXvn3Gw#gs.4og22z

COMENTÁRIO

As mudanças econômicas, políticas e sociais no Brasil têm reflexo visível nas ruas e Universidades portuguesas. A presença cada vez mais forte de grupos brasileiros chegando ao país releva uma fragilidade do Brasil em manter os seus estudantes, profissionais qualificados e aposentados. É o que apontou a responsável pela Casa Brasil em Lisboa, Cíntia de Paulo, local na qual imigrantes brasileiros podem buscar apoio em sua chegada.

Diferente do que se pensa, tais grupos estão chegando ao país bem mais informados e com objetivos mais concretos de instalar-se definitivamente no território português. Caminhar pelas ruas de Coimbra tornou-se quase o calçadão de Copacabana; são muitos brasileiros que buscam a cidade para estudar e desenvolver o seu próprio negócio. Com um número cada vez mais crescente, que representa 278 novas pessoas em apenas 4 meses deste ano, o sentimento de busca por uma vida melhor é unânime.

A cada brasileiro que encontro pelo país, questiono sobre os motivos pelos quais decidiu realizar tal mudança e as suas pretensões de continuar em Portugal ou retornar ao Brasil. As motivações assemelham-se muito com as minhas, pela vontade de conseguir uma formação de qualidade, poder ter a experiência de viver em um outro país, ter as facilidades da mesma língua, ter segurança e sim, qualidade de vida. O mais assustador, é perceber que muitas famílias e indivíduos que chegam em Portugal não têm nenhuma intenção de voltar ao país de origem. As incertezas de um Brasil mais seguro, mais estável econômica e politicamente, colocam em jogo o futuro e desenvolvimento do país devido à saída de tantos profissionais e futuros profissionais.

Quem sai ganhando nessa história? E quem sai perdendo? Podem ter certeza que iniciar uma nova vida em um país, deixando muitas construções para trás, não é fácil. Mas ao fechar a conta, percebemos que é o Brasil que está perdendo os habitantes potenciais que poderiam transformar o futuro do país.

Caroline Kalil Reimann é publicitária com especialização em Comunicação Corporativa pela ESPM-Sul e mestranda em Marketing pela Universidade de Coimbra, Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *