Na categoria: Relações Públicas

Clipping

Comunicação corporativa em Portugal - por Alda Telles (da Fonte Consultores de Comunicação).

31.12.2013
OCI
Deu no Virta, blog brasileiro editado por Paulo Moura. E este OCI, em contato direto, obteve de Alda Magalhães Telles, autorização para aqui republicá-lo. Pela atualidade do texto, pela acurada análise de cenário e pela ratificação da ideia – compartilhada pelo Observatório da Comunicação Institucional – de que jornalista e assessor de imprensa não podem […]
mais
Análise

Um novo tempo...

29.11.2013
Marcondes Neto
As novas diretrizes curriculares nacionais para a graduação em Relações Públicas, expedidas pelo MEC em setembro último, encerraram o ciclo da “Comunicação Social” iniciado na ditadura. Para controlar as mentes, Radialismo, Jornalismo, Cinema, Propaganda, Editoração, Biblioteconomia e Relações Públicas foram aprisionadas como “habilitações” sob um mesmo “guarda-chuva”. Dividir para dominar Uma “polivalência” inicial foi descartada […]
mais
Clipping

Cinegnose presta relevantes serviços culturais.

23.11.2013
Marcondes Neto
Excelente análise sobre o filme “Obrigado por fumar” (Thank you for smoking, Jason Reitman, EUA, 2005)! O texto de Wilson Roberto Vieira Ferreira desvenda os descaminhos porque passam as relações públicas quando – ferindo sua gênese republicana (Ivy Lee, EUA, 1906) – tornam-se tráfico franco de desinformação entre organizações e veículos da imprensa. Acesse: http://cinegnose.blogspot.com.br/2013/11/um-guia-pratico-de-engenharia-de.html Há […]
mais
Nota

Bom debate em tempos de novas diretrizes curriculares para os bacharelados em Relações Públicas e em Jornalismo.

19.11.2013
OCI
Em setembro último, após quatro anos de expectativa, o MEC finalmente expediu as novas diretrizes curriculares nacionais para o bacharelado em Relações Públicas e em Jornalismo. Como era sabido, extinguiu-se o conceito “guarda-chuva” de Comunicação “Social” (de triste memória, pois que uma impostura do regime de 1964 amparado numa leitura da Igreja Católica), e as […]
mais
Nota

Até que enfim! Saíram as novas diretrizes curriculares nacionais...

17.09.2013
OCI
… para os bacharelados em Relações Públicas e em Jornalismo! Matéria publicada hoje, no website da ABERJE, tendo como co-autores Lala Aranha, relações-públicas pela FAMECOS/PUC-RS, e Manoel Marcondes Neto, relações-públicas pelo IPCS/UERJ e editor deste OCI, analisa – numa abordagem inicial – a angústia que termina: http://www.aberje.com.br/acervo_colunas_ver.asp?ID_COLUNA=944&ID_COLUNISTA=77 Em breve, aqui, no OCI, mais reflexões sobre […]
mais
Nota

De jaboticabas a "ninjas". Notas sobre o que é e o que não é Jornalismo.

14.08.2013
Marcondes Neto
O QUE NÃO É JORNALISMO Assessores de imprensa, essas brasileiríssimas jaboticabas. Em diversos comentários anteriores, aqui e em outros ciberespaços, dediquei-me a demonstrar que assessoria de imprensa – essa invenção brasileira – tem mais efeitos deletérios que serviços prestados à cidadania e à própria noção do seja informação. Acesse aqui uma delas. A difícil e […]
mais
Nota

Transparência nos negócios: as - bem feitas - relações públicas dão conta dessa demanda.

28.06.2013
OCI
Foi publicado este mês, na “Littera em revista”, publicação acadêmica da Universidade Estácio de Sá, um novo artigo de Manoel Marcondes Neto intitulado “A tão demandada transparência nos negócios: uma proposta de relações públicas para uma questão transdisciplinar da administração”. A revista eletrônica é multidisciplinar e atende à pós-graduação e à pesquisa nas seguintes áreas: […]
mais
Clipping

Entrevista com Gary Hamel sobre gestão, hoje – “O que importa, agora” (*).

04.06.2013
OCI
COMENTÁRIO DO OCI – Marcelo Ficher Tato: sentido ainda a ser desenvolvido pelas pessoas… jurídicas. As proposições do entrevistado são muito oportunas, principalmente porque desconstroem esse mundo ainda afeito a manuais e cartilhas, típicos da Administração no século XX. O importante nesses instrumentos de referência era serem aplicáveis a todo o universo de pessoas envolvidas […]
mais
Nota

'Partidos no Brasil são de mentirinha', diz Joaquim Barbosa. E, depois, desdiz. Não pode.

25.05.2013
OCI
Na última segunda-feira (20/05), Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), fez declarações – numa palestra em uma Instituição de Ensino Superior de Brasília – que geraram nova polêmica entre os poderes Judiciário e Legislativo. Segundo Barbosa, “nós temos partidos de mentirinha; não nos identificamos com os partidos que nos representam no Congresso Nacional, […]
mais