Presença digital e o poder do conteúdo em 'podcast' – a nova forma de comunicar a marca. Por Fernando Coelho.

Share Button

O conteúdo é rei! Se você é da área de comunicação já deve ter citado ou ouvido alguém falar essa expressão. Mas, será que os gestores de comunicação estão de fato levando essa máxima de mercado a sério?

Talvez você não saiba, mas, quem cunhou essa expressão pela primeira vez foi Bill Gates, há mais de 20 anos, em um post intitulado “Content is King” no site da Microsoft. Hoje esse imperativo está ainda mais forte graças à hiperconexão social. Só para se ter uma noção, de acordo o Jornal Valor Econômico, o acesso à internet cresceu 28% no Brasil no último ano.

Uma outra estatística da nova edição do Digital Global Overview Report, relatório publicado anualmente pela Hootsuite em parceria com a We Are Social, mostra que agora, em 2021, os internautas passam ainda mais tempo conectados e que o tempo de permanência das pessoas na internet já beira 7 horas diárias. Em relação às redes sociais, usuários chegam a gastar quase 2 horas e meia conectados todos os dias.

O consumidor contemporâneo é hiperconectado, prossumer (produtor e consumidor de conteúdo), autônomo e mobile. A vida de uma pessoa hoje está nas palmas das mãos e na tela do smartphone.

Voltando para as novas estratégias de comunicação e para a temática conteúdo, hoje o consumo de mídia é transversal e não linear. Uma pessoa consome diversas plataformas integradas e realiza diferentes atividades ao mesmo tempo. No Metrô, é comum enxergar pessoas lendo seus Kindles, ouvindo podcast ou assistindo vídeos no YouTube. Nos parques, é possível perceber pessoas relaxando e ao mesmo tempo consumindo ou criando vídeos para o Tik Tok. E é aqui, ao observar estes novos padrões, que as marcas devem estabelecer novas táticas de comunicação inseridas no novo tempo.

De acordo com o iMedia Connection, 60% dos consumidores apresentam visão mais positiva sobre uma marca depois de consumir conteúdo da mesma, e segundo a HubSpot, 75% das empresas que aplicam inbound marketing acreditam que suas estratégias são eficazes.

E como gestores de comunicação podem aplicar uma boa estratégia de inbound marketing nas marcas que gerenciam? Acredito que alguns passos são fundamentais:

1. Entender exatamente que são as personas da marca – um negócio pode ter diferentes perfis de consumidores, e é essencial que a comunicação seja bem direcionada;

2. Mapear os canais que essas personas se encontram – o plano de comunicação deve contemplar estratégias multiplataformas e com linguagem adaptada a cada grupo de persona;

3. Monitorar a voz do cliente – perceber o que o cliente diz, quais são seus anseios e, sobretudo, as tendências de conteúdo que se conectam com o público;

4. Pensar no conteúdo em si e nas diferentes táticas de atração – o que falar e onde falar. Cada plataforma digital ou off-line possui uma linguagem e formato específico;

5. Discutir com o time comercial uma tática de conversão – o gestor de comunicação irá atuar para atrair o público, porém é necessária uma boa experiência nos diferentes pontos de contato com a marca para poder converter o cliente;

6. Fidelizar o cliente – após a venda, a comunicação deve atuar junto ao time de pós-vendas para realizar um bom onbording (entrada do cliente). O conteúdo também é rei aqui e deve ser utilizado como estratégia de marketing para sanar dúvidas, apresentar o negócio, explicar sobre o produto, gerar recompra, entre outras oportunidades;

7. Pensar em ações de evangelização da marca – o cliente já comprou e fidelizou, mas, o consumidor também é um instrumento de mídia, ou seja, quanto mais conteúdo você entrega para ele, mais ele poderá apoiar a evangelização da marca. Pensar em ações com este perfil também aumenta a possibilidade de crescimento do negócio e a presença digital da marca.

Se o mundo mudou e a sociedade está apresentando novos comportamentos, a comunicação de marca e as estratégias de branding precisam ser transmídia e omnichannel – se você não conhece estes termos, sugiro dar uma pesquisada – essa compreensão também irá ajudar bastante na composição de estratégias.

Fernando Coelho é autor do livro “Customer Experience Descomplicado” e mais 4 livros. Doutorando em Gamificação, mestre em Tecnologias Educacionais, MBA em Marketing, especialista em Administração Estratégica e especialista em Gestão e Docência do Ensino Superior. Coordenador de Relacionamento com o Cliente na Light Energia no Rio de Janeiro, professor de pós-graduação na ESPM RIO e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Marketing, Inovação e Experiência do Cliente da UNDB.