Como se constrói um político?

Share Button

‘The Politician’, nova série da Netflix lançada na última sexta-feira, 27, que explora o universo político americano tenta responder ao questionamento. E não, não é mais um ‘House of Cards’, ainda que já queiram fazer comparação com a série de maior sucesso sobre o assunto. Para começo de história, ela começa no ambiente escolar na disputa pela presidência de um grêmio estudantil, fato que nos remete a achar que se trata de mais uma daquelas séries infanto-juvenis bem características do cenário americano.

Essa primeira impressão logo se esgota porque a disputa, as discussões, articulações, estratégias e meios para ganhar apresentam particularidades que uma campanha política traz, ainda mais para quem tem ambições bem maiores como a de chegar à presidência dos Estados Unidos. Vale ressaltar ainda o reforço de atores experientes e já consagrados do cinema, como Gwyneth Paltrow e Jessica Lange.

A série foi criada por Ryan Murphy, Brad Falchuk e Ian Brennan, e quem assistiu ‘Glee’ e ‘American Horrors Story’ vai reconhecer a digital do trio no novo desafio: música, jovens e dilemas da adolescência. A diferença está no toque político e, diga-se, política de adultos. Se é que existe essa expressão.

Enfim, não sou estraga-prazeres e por isso não darei spoilers, tampouco farei uma análise negativa ou positiva da série, porque ainda é cedo. Eu, que além de trabalhar na área de comunicação política também sou estudiosa do assunto, já assisti à primeira temporada (8 episódios) e vale dar o play e tirar as próprias conclusões.

De qualquer forma, para não dizer que não falei das flores e para além do entretenimento, duas coisas me chamaram atenção na série. Primeiro: a abertura, que é maravilhosa e me remeteu à história do Pinóquio. Segundo: algumas frases. Sim, sou daquelas que assistem filmes e dão uma atenção especial às frases ditas pelos personagens, em especial, quando o assunto é política. Estas, por si só, já dizem muito sobre o que esperar da série, dos personagens e também mostram algumas das características (qualidades e defeitos) que fazem de uma pessoa um político. Mas, claro, isso não é regra!

Abaixo, as que mais gostei:

– Quando foi a última vez que você chorou?

– Há algo em seu passado que atrapalha a campanha?

– Cuidado com um vice com segredos.

– Se quiser vencer, precisa abraçar a sua frieza interna sem culpa alguma. Isso te permitirá fazer coisas as quais acha não ser capaz.

– Você não precisa rebater toda a carreira política dela. Só precisa acabar com ela em um ponto com apelo popular e de marketing. Isso é estratégia política básica.

– Há mais honra em uma derrota do que em um potencial desperdiçado.

– Eu gosto de ter emoções. Isso machuca, mas eu gosto e tenho medo de entrar em uma campanha e não sentir mais nada.

– Eu não sou bom. Eu sou político. Eu sou ambicioso. Eu sou conivente.

– Você não precisa ser bom, só precisa fazer coisas boas.

– Isso de destino não existe. Apenas homens como você, que quando o mundo precisa deles, atendem ao chamado.

Ficha Técnica ‘The Politician’:

Criação: Ryan Murphy, Ian Brennan e Brad Falchuk

Elenco: Ben Platt, Zoey Deutch, Lucy Boynton, David Corenswet, Jessica Lange, Gwyneth Paltrow, Julia Schlaepfer, Laura Dreyfuss, Theo Germaine, Rahne Jones, Trevor Eason, Trey Eason, Dylan McDermott, Benjamin Barrett, Bob Balaban, Natasha Ofili, Jeff Allen, Bette Midler, Judith Light e January Jones.

Duração: oito episódios (40 a 50 minutos cada episódio).

Ana Cristina Guedes é jornalista, especialista em Comunicação Institucional e Comunicação Política, e Mestre em Comunicação pela Universidade de Valladolid, Espanha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *