Neura!

Share Button

Acesse este link e leia a matéria.

COMENTÁRIO DO OCI – Marcelo Ficher

Não vi a programação completa do Congresso da Abrapcorp, em Brasília, que começa hoje. O assunto não é novo, mesmo assim, posso afirmar que a palestra sobre neurociência deve ser a mais importante do encontro, pelas controvérsias que pode gerar – vi protestos sobre o assunto com data de outubro de 2010 – e por representar mais uma daquelas fronteiras que não deveriam ser derrubadas, mas que já são uma realidade no mercado.

A ideia de que é possível superar os filtros racionais e emocionais e induzir comportamentos de compra a partir da fisiologia, significa “coisificar” os seres humanos, agora conduzidos pela sua própria existência corporal e sensorial, indefesos diante de propostas de consumo acatadas sem o entendimento do porquê, visto que elas estão conectadas com processos físico-químicos que passam ao largo da consciência e menos ainda da vontade – além dos limites do que conhecemos como inconsciente.

Em discussões sobre o assunto, o tema é tratado por quem o defende como a construção de um novo Homem ou de pessoas de outro tipo… É o ápice da heterorregulação. A ideia de que as últimas compras que eu fiz terem sido não apenas sugeridas, mas conduzidas de fora para dentro, abre uma avenida de questionamentos sobre autonomia, independência crítica e ética.

A título de exemplo, uma situação de afeto. Amo pão, mas não posso mais confiar naquele aroma gostoso de pão quente no mercado. Porque pode ser um spray com aroma de pão, incluindo substâncias químicas que ativam os processos neurais que aumentam o meu apetite e inibem o senso de responsabilidade. O cheirinho do pão enche as minhas narinas e dobra o tamanho do meu carrinho de compras. Que tal?

Você, por exemplo, acredita que eu escrevi esse artigo por minha vontade própria? Ou fui “trabalhado” para estar aqui, agora, quem sabe? E você, leu por que quis? Ou apenas são seus neurônios reagindo a um estímulo imperceptível? Pense nisso, antes de se conectar. Porque depois, bem, depois você não está mais sozinho. Ora, mas, se você leu até aqui, já está conectado!

COMENTÁRIO DO OCI – Marcondes Neto

E por falar em máquinas, saiba você – que também lê Google News, Yahoo News –, que tal “jornalismo” não conta com um jornalista sequer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *