Lei da Mediação - nova fronteira para relações-públicas.

Share Button

images

Esta Lei dispõe sobre a mediação como meio de solução de controvérsias entre particulares e sobre a autocomposição de conflitos no âmbito da administração pública. E em seu parágrafo único, consigna: considera-se mediação a atividade técnica exercida por terceiro imparcial sem poder decisório, que, escolhido ou aceito pelas partes, as auxilia e estimula a identificar ou desenvolver soluções consensuais para a controvérsia. LINK – http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13140.htm

COMENTÁRIO

Para quem tem olhos para ver, ouvidos para ouvir, mente para refletir e o poder da palavra, trata-se de notícia muito auspiciosa, pois prevê que partes em desavença sentem-se frente-a-frente antes do recurso à justiça.

Tal diálogo, busca por entendimento, negociação que envolve cessão e bom senso, é “modus operandi” que o relações-públicas aprende na escola, buscador da harmonia possível que é, entre contrários, num papel muito parecido com o do diplomata.

Conclamamos àqueles que militam nas salas de aula dos bacharelados em Relações Públicas, por todo o país, que estudem, ensinem – enfim – mostrem esse novo campo de possibilidades profissionais aos estudantes.

Uma resposta para “Lei da Mediação – nova fronteira para relações-públicas.”

  1. João Ribeiro disse:

    Lei essencial à (nova) futura edição do livro “Introdução ao Direito na Comunicação”…, não? 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *