A Comunicação no patamar mais alto da Governança.

Share Button

BH, 01/09/2017.

Sim, esta é uma querência deste OCI. E estamos todos por aqui empenhados em concretizá-la… embora o mundo corporativo e governamental ainda teimem em considerar ‘perfumaria’ a nossa área e coloquem-na na ‘periferia das decisões’ – como pude demonstrar em tese apresentada no Centro Universitário Newton Paiva a cerca de cem estudantes, professores e profissionais, em Belo Horizonte – oportunidade em que também ocorreu, no dia seguinte, no auditório da sede da Fundamig, a terceira e última etapa, de ‘defesa’ (frente a uma bancada examinadora composta por professores titulados), do Índice de Transparência Ativa obtido a partir da Auditoria Funcional da Comunicação.

Nessas ocasiões, somos perguntados ‘como’ se daria a ação comunicativa (ou ações comunicativas) em prol da transparência (dita por nós ‘ativa’)?

Ora, não sabemos. Cada caso é um caso. Um hospital público atenderá ao reclamo de transparência diferentemente em relação a uma usina siderúrgica privada. Um banco com ações negociadas em bolsa de valores responderá à demanda por transparência de modo diverso ao de um sindicato. Uma indústria que não se relaciona com o público ‘final’ (ou seja, um ‘player’ típico ‘business-to-business’) reagirá de modo outro em relação a uma rede de supermercados. O reporte público de valores e cifras já é padronizado – por leis civis gerais e regulamentos da CVM/SEC -, mas sabemos que isto não tem garantido a percepção de transparência por parte da opinião pública, da sociedade, da cidadania.

Pedem-nos exemplos. Há muitos. De informativos impressos remetidos à residência dos colaboradores a portais inteiros dedicados a satisfações públicas na internet. De canais de vídeo a reuniões abertas. De ‘podcasts’ a cafés da manhã com a liderança. Aqui vão dois clássicos:

A genuína inovação construída nesses quatro anos e meio de trabalho deste OCI responderá a todas as questões ainda não respondidas sobre transparência. Podemos fazê-lo, afinal, não há transparência sem comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *